Cinética de dissolução da superfície de aço sae-aisi 1005 em meio ácido Report as inadecuate




Cinética de dissolução da superfície de aço sae-aisi 1005 em meio ácido - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Cecílio Fugivara Sadao ; Roberto Garcia ; Assis Vicente Benedetti ;Eclética Química 2002, 27 (1es)

Author: Marina Magnani

Source: http://www.redalyc.org/


Teaser



Eclética Química ISSN: 0100-4670 atadorno@iq.unesp.br Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Brasil Magnani, Marina; Fugivara Sadao, Cecílio; Garcia, Roberto; Benedetti, Assis Vicente Cinética de dissolução da superfície de aço SAE-AISI 1005 em meio ácido Eclética Química, vol.
27, núm.
1es, 2002, p.
0 Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Araraquara, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=42927110 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Cinética de dissolução da superfície de aço SAE-AISI 1005 em meio ácido Kinetic of the surface dissolution of SAE-AISI 1005 steel in acid media Marina MagnaniI; Cecílio Sadao FugivaraI; Roberto GarciaII; Assis Vicente BenedettiI I Departamento de Físico-Química - Instituto de Química - UNESP - 14801-970 Araraquara - SP - Brasil II General Motors do Brasil - Av.
dos Estados, 2800 - 09501-970 - São Caetano do Sul SP - Brasil RESUMO O setor automotivo é um dos mais competitivos e um grande consumidor de materiais ferrosos, que exigem uma eficiente proteção contra a corrosão.
Esta proteção é alcançada aplicando revestimentos adequados.
Para se aplicar revestimentos se requer uma cuidadosa preparação da superfície que pode ser feita por ataque químico.
Neste trabalho, determinou-se a velocidade de reação do aço extra-doce, SAE-AISI 1005, laminado a frio (CFF) utilizando várias soluções ácidas, de baixo custo, baixa agressividade ao meio ambiente e que geram pouco hidrogênio.
O estudo cinético foi realizado medindo-se a perda de massa (∆m-mg cm-2) de chapas de aço CFF em função do tempo (s) de reação nas diferentes soluções, com e sem agitação, a 30 oC. Os resultados foram inter...





Related documents