Relação entre processo de trabalho e saúde de caminhoneiros Report as inadecuate




Relação entre processo de trabalho e saúde de caminhoneiros - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Ranúbio Alves de Aquino ; Valéria Duarte de Melo Alencar ; Augediva Maria Jucá Pordeus ; Márcia Barroso Camilo de Ataíde ;Revista Brasileira em Promoção da Saúde 2014, 27 (4)

Author: Francisco Gilberto Fernandes Pereira

Source: http://www.redalyc.org/


Teaser



Revista Brasileira em Promoção da Saúde ISSN: 1806-1222 rbps@unifor.br Universidade de Fortaleza Brasil Fernandes Pereira, Francisco Gilberto; Alves de Aquino, Ranúbio; Duarte de Melo Alencar, Valéria; Jucá Pordeus, Augediva Maria; Barroso Camilo de Ataíde, Márcia RELAÇÃO ENTRE PROCESSO DE TRABALHO E SAÚDE DE CAMINHONEIROS Revista Brasileira em Promoção da Saúde, vol.
27, núm.
4, octubre-diciembre, 2014, pp. 462-469 Universidade de Fortaleza Fortaleza-Ceará, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=40840410005 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Pereira FGF, Aquino RA, Alencar VDM, Pordeus AMJ, Ataíde MBC RELAÇÃO ENTRE PROCESSO DE TRABALHO E SAÚDE DE CAMINHONEIROS Relationship Between Work Process and Health of Truckers Relación del proceso de trabajo y la salud de camioneros Artigo Original RESUMO Objetivo: Analisar a relação entre processo de trabalho e saúde de caminhoneiros do estado do Ceará.
Métodos: Tratou-se de um estudo epidemiológico transversal desenvolvido com 165 caminhoneiros presentes no XX Festival dos Caminhoneiros do município de Tabuleiro do Norte-CE.
Para a coleta de dados, aplicou-se um questionário com perguntas fechadas, abordando os temas relacionados ao processo de trabalho, saúde e estilo de vida.
Os dados foram organizados em tabelas e analisados com o auxílio do programa EPI-INFO.
Resultados: Constatou-se que 100% (n=165) dos profissionais eram do sexo masculino, 39,3% (n=65) encontravam-se na faixa etária de 30 a 39 anos, 40% (n=66) possuíam apenas o 1º grau incompleto, 35,8% (n=59) trabalhavam de 12 a 16 horas por dia.
Os problemas de saúde mais comuns foram a insônia, presente em 78,1% (n=129) dos caminhoneiros, apresentando re...





Related documents