Reseña de -a personagem homossexual no cinema brasileiro- de antônio moreno Report as inadecuate




Reseña de -a personagem homossexual no cinema brasileiro- de antônio moreno - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Revista Estudos Feministas 2002, 10 (2)

Author: João Góis Bôsco Hora

Source: http://www.redalyc.org/


Teaser



Revista Estudos Feministas ISSN: 0104-026X ref@cfh.ufsc.br Universidade Federal de Santa Catarina Brasil Góis Bôsco Hora, João Reseña de -A personagem homossexual no cinema brasileiro- de Antônio Moreno Revista Estudos Feministas, vol.
10, núm.
2, jul.-dic., 2002, pp.
515-518 Universidade Federal de Santa Catarina Santa Catarina, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=38110220 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Homossexualidades projetadas A personagem homossexual no cinema brasileiro. MORENO, Antônio. Rio de Janeiro: FUNARTE- EDUFF, 2001. Os debates recentes sobre identidade coletiva têm, entre outros temas, enfatizado os modos como os grupos minoritários são afetados por imagens veiculadas sobre eles nos diferentes meios de comunicação.
Isso se deve ao reconhecimento do fato de que as diferentes instituições da mídia detêm uma enorme capacidade de criar verdades sobre coisas e grupos sociais que circulam entre nós.
Se é verdade que, de um lado, tais instituições podem colaborar para a estruturação de condições emancipatórias de grupos minoritários, de outro, elas podem agir de forma deletéria, contribuindo para a não-construção de identidades coletivas politicamente fortalecidas.
Tomando a mídia televisiva como exemplo, Pierre Bourdieu examina essa questão nos seguintes termos: “Os perigos inerentes ao uso ordinário da televisão devemse ao fato de que a imagem tem a particularidade de poder produzir o que os críticos literários chamam o efeito real; ela pode fazer ver e fazer crer no que faz ver.
Esse poder de evocação tem efeitos de mobilização.
Ela pode fazer existir idéias ou representações, mas também grupos.
As variedades, os incidentes ou ...





Related documents