Determinantes do rating de crédito de companhias brasileiras Report as inadecuate




Determinantes do rating de crédito de companhias brasileiras - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Eduardo Senra Coutinho ; Marcos Antônio de Camargos ;Contabilidade Vista & Revista 2012, 23 3

Author: Gustavo de Oliveira Godoy Soares

Source: http://www.redalyc.org/


Teaser



Contabilidade Vista & Revista ISSN: 0103-734X contabilidadevistaerevista@face.ufmg.br Universidade Federal de Minas Gerais Brasil de Oliveira Godoy Soares, Gustavo; Senra Coutinho, Eduardo; de Camargos, Marcos Antônio Determinantes do Rating de Crédito de Companhias Brasileiras Contabilidade Vista & Revista, vol.
23, núm.
3, julio-septiembre, 2012, pp.
109-143 Universidade Federal de Minas Gerais Minas Gerais, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=197026238005 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Determinantes do Rating de Crédito de Companhias Brasileiras Determinantes do Rating de Crédito de Companhias Brasileiras Gustavo de Oliveira Godoy Soares1 Eduardo Senra Coutinho2 Marcos Antônio de Camargos3 •Artigo recebido em: 27-06-2012••Artigo aceito em: 11-12-2012 Resumo O objetivo deste artigo é identificar variáveis que sejam capazes de explicar o rating de crédito atribuído pelas agências de classificação.
Para isso, utilizou-se o rating da Standard & Poor’s como variável dependente e como variável independente indicadores financeiros de rentabilidade, imobilização, endividamento e cobertura de juros, além das características das empresas como tamanho dos ativos, governança corporativa e abertura de capital.
Utilizou-se um modelo logit ordenado, dado que o modelo proposto utiliza variáveis latentes e que os ratings de crédito possuem distribuição ordenada.
O estudo foi feito com uma amostra de 72 empresas brasileiras não financeiras, que tiveram as variáveis calculadas a partir dos demonstrativos financeiros do ano de 2009 e os ratings vigentes no ano de 2010.
O modelo proposto neste trabalho para avaliação de risco de crédito se mostrou efetivo, conseguin...





Related documents