Lixiviação de nitrogênio em latossolo incubado com lodo de esgoto Report as inadecuate




Lixiviação de nitrogênio em latossolo incubado com lodo de esgoto - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Revista Brasileira de Ciência do Solo 2009, 33 4

Author: Rita Carla Boeira

Source: http://www.redalyc.org/


Teaser



Revista Brasileira de Ciência do Solo ISSN: 0100-0683 revista@sbcs.org.br Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Brasil Boeira, Rita Carla LIXIVIAÇÃO DE NITROGÊNIO EM LATOSSOLO INCUBADO COM LODO DE ESGOTO Revista Brasileira de Ciência do Solo, vol.
33, núm.
4, 2009, pp.
947-958 Sociedade Brasileira de Ciência do Solo Viçosa, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=180214069019 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto LIXIVIAÇÃO DE NITROGÊNIO EM LATOSSOLO INCUBADO COM LODO DE ESGOTO 947 LIXIVIAÇÃO DE NITROGÊNIO EM LATOSSOLO INCUBADO COM LODO DE ESGOTO(1) Rita Carla Boeira(2) RESUMO Lodo de esgoto contém teores elevados de N orgânico.
Se for aplicado em quantidade excessiva em solos, há risco de poluição de águas subsuperficiais com nitrato, produto da mineralização do N.
Por essa razão, um dos critérios agronômicos para a determinação da taxa máxima de aplicação do lodo de esgoto é a quantidade de N mineral que será disponibilizada às culturas.
Neste trabalho, são apresentados os resultados relativos à lixiviação de N mineralizado em um Latossolo Vermelho distroférrico incubado durante 224 dias com dois tipos de lodo de esgoto anaeróbios, um de origem urbana (Franca, SP) e outro com presença de despejos industriais (Barueri, SP).
Cada lodo de esgoto foi aplicado em quatro doses, contendo 0,13, 0,3, 0,5 e 1,0 g kg-1 de N orgânico.
Essa quantidade de substrato mineralizável foi equivalente a 5, 11, 22 e 43 t ha-1 de lodo de Franca, e a 8, 15, 31 e 61 t ha-1 de lodo de Barueri.
O experimento foi conduzido em colunas de percolação, sob temperatura de 25 a 28 °C em laboratório, fazendo-se lixiviações com solução extratora de KCl 0,01 mol L-1.
Foram det...





Related documents