Disfagia em pacientes portadores da síndrome da imunodeficiência adquirida - aids Report as inadecuate




Disfagia em pacientes portadores da síndrome da imunodeficiência adquirida - aids - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Isabella Carolina Santos Bicalho ; Renata Di Francesco ;Revista CEFAC 2005, 7 1

Author: Daniela Rocha Araújo

Source: http://www.redalyc.org/


Teaser



Revista CEFAC ISSN: 1516-1846 revistacefac@cefac.br Instituto Cefac Brasil Rocha Araújo, Daniela; Santos Bicalho, Isabella Carolina; Di Francesco, Renata DISFAGIA EM PACIENTES PORTADORES DA SÍNDROME DA IMUNODEFICIÊNCIA ADQUIRIDA AIDS Revista CEFAC, vol.
7, núm.
1, enero-marzo, 2005, pp.
42-49 Instituto Cefac São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=169320490005 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto 42 Araújo DR, Bicalho ICS, Di Francesco R DISFAGIA EM PACIENTES PORTADORES DA SÍNDROME DA IMUNODEFICIÊNCIA ADQUIRIDA – AIDS Dysphagia in patients with acquired immunodeficiency syndrome – Aids Daniela Rocha Araújo (1), Isabella Carolina Santos Bicalho (2), Renata Di Francesco (3) RESUMO Objetivos: determinar a freqüência da disfagia em pacientes com AIDS internados em instituição hospitalar da cidade de Belo Horizonte; quantificar a ocorrência da disfagia quanto aos tipos: mecânica, neurogênica ou mista; estabelecer a relação entre disfagia, CD4 e carga viral; relacionar as doenças associadas causadoras de disfagia.
Métodos: foram realizadas avaliações funcionais da deglutição em 23 pacientes, 17 do gênero masculino e 6 do gênero feminino, entre 24 e 68 anos; e pesquisa nos prontuários.
Resultados: sete pacientes eram disfágicos.
Destes, 5 apresentaram disfagia neurogênica, 1 disfagia mecânica e 1 disfagia mista.
Das doenças associadas, as mais freqüentes nos disfágicos foram Candidíase (57%), Meningoencefalite tuberculosa (14,2%), Toxoplasmose cerebral (85,7%), Criptococose extra pulmonar (14,2%), Pneumonia por Pneumocystis carinii (28,5%) e Citomegalovírus (14,2%).
Conclusões: dos indivíduos que apresentaram disfagia, a maioria mostrou disfagia or...





Related documents