A relação da postura corporal com a prosódia na doença de parkinson: estudo de caso Report as inadecuate




A relação da postura corporal com a prosódia na doença de parkinson: estudo de caso - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Ana Lúcia Cervi Prado ; Carla Aparecida Cielo ; Angela Ruviaro Busanello ;Revista CEFAC 2007, 9 3

Author: Fernanda Vargas Ferreira

Source: http://www.redalyc.org/


Teaser



Revista CEFAC ISSN: 1516-1846 revistacefac@cefac.br Instituto Cefac Brasil Vargas Ferreira, Fernanda; Cervi Prado, Ana Lúcia; Cielo, Carla Aparecida; Ruviaro Busanello, Angela A relação da postura corporal com a prosódia na doença de parkinson: estudo de caso Revista CEFAC, vol.
9, núm.
3, julio-septiembre, 2007, pp.
319-329 Instituto Cefac São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=169313371005 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto A gagueira sob diferentes olhares 31 A RELAÇÃO DA POSTURA CORPORAL COM A PROSÓDIA NA DOENÇA DE PARKINSON: ESTUDO DE CASO The relations between body posture and prosody in Parkinson’s disease: case study Fernanda Vargas Ferreira (1), Ana Lúcia Cervi Prado (2), Carla Aparecida Cielo (3), Angela Ruviaro Busanello (4) RESUMO Objetivo: investigar a associação entre a postura corporal e a prosódia em indivíduos com Doença de Parkinson.
Métodos: estudo de corte transversal realizado com cinco sujeitos com Doença de Parkinson da cidade de Santa Maria, Estado do Rio Grande do Sul, em 2006.
Utilizaram-se avaliações da prosódia lingüística e emocional bem como da postura corporal.
A análise estatística utilizada foi descritiva.
Resultados: foram estudados quatro sujeitos do sexo masculino e um sujeito do sexo feminino com idades entre 37 e 53 anos.
Três sujeitos encontravam-se no estágio I, um sujeito no estágio III e um sujeito no estágio IV da doença conforme a escala de classificação da função motora Hohen &Yahr, todos sob o uso de medicação e apresentando os sinais da tríade característica da patologia (rigidez, tremor, bradicinesia) bem como as alterações posturais típicas.
Na comparação entre prosódia emocional e pr...





Related documents