Alterações vocais e cuidados de saúde entre professoras Report as inadecuate




Alterações vocais e cuidados de saúde entre professoras - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Ada Ávila Assunção ; Sandhi Maria Barreto ;Revista CEFAC 2012, 14 4

Author: Adriane Mesquita de Medeiros

Source: http://www.redalyc.org/


Teaser



Revista CEFAC ISSN: 1516-1846 revistacefac@cefac.br Instituto Cefac Brasil Mesquita de Medeiros, Adriane; Ávila Assunção, Ada; Barreto, Sandhi Maria Alterações vocais e cuidados de saúde entre professoras Revista CEFAC, vol.
14, núm.
4, julio-agosto, 2012, pp.
697-704 Instituto Cefac São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=169323218016 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto 697 ALTERAÇÕES VOCAIS E CUIDADOS DE SAÚDE ENTRE PROFESSORAS Voice problems and health care among teachers Adriane Mesquita de Medeiros (1), Ada Ávila Assunção (2), Sandhi Maria Barreto (3) RESUMO Objetivo: conhecer os fatores associados à busca de assistência vocal entre professoras.
Método: participaram 1.980 professoras do ensino fundamental diurno de 76 escolas públicas.
Os dados foram coletados entre maio de 2004 e julho de 2005 por meio de questionário.
A variável dependente referiu-se a questão “Nas duas últimas semanas, você procurou médico-fonoaudiólogo por causa de problemas na voz?” As variáveis independentes foram: sintomas de cansaço vocal e de piora na qualidade vocal, aspectos sociodemográficos, aspectos de saúde, percepção de ruído na sala de aula e na escola, ausência e afastamento do trabalho por problemas de voz, trabalho em outra atividade com uso intensivo da voz.
A regressão logística foi utilizada para a análise das associações entre a variável dependente e os fatores de interesse com magnitudes estimadas usando-se o odds ratio, com intervalo de confiança de 95%.
Resultados: apenas 7% das professoras buscaram assistência no período de 15 dias.
A procura por assistência foi associada ao ruído elevado na sala de aula, relato de piora na voz, problem...





Related documents