A memória do tempo de cativeiro no maranhão Report as inadecuate




A memória do tempo de cativeiro no maranhão - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Tempo 2010, 15 29

Author: Matthias Röhrig Assunção

Source: http://www.redalyc.org/


Teaser



Tempo ISSN: 1413-7704 secretaria.tempo@historia.uff.br Universidade Federal Fluminense Brasil Röhrig Assunção, Matthias A memória do tempo de cativeiro no Maranhão Tempo, vol.
15, núm.
29, 2010, pp.
67-110 Universidade Federal Fluminense Niterói, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=167016571004 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto 29 • Tempo A memória do tempo de cativeiro no Maranhão* Matthias Röhrig Assunção** “Cantor, tu larga essa mania De querer surrar os cantador Que a pessoa maluca Que tinha no Maranhão Era Ana Jansen Ela já morreu No tempo da escravidão A alma dela hoje vive arrependida Implorando a salvação Os anjos lá no céu Todos se reuniram Lamentaram a situação Que para ela não tem perdão.” João Chiador Boi da Maioba “A mulher do padeiro Trabalhava noite e dia De noite pisava uma carga de arroz E de dia fazia renda.” Artigo recebido e aprovado para publicação em março de 2010. Senior Lecturer, Department of History, Essex University, Inglaterra, : assuncao@essex. ac.uk * ** 67 Matthias Röhrig Assunção Dossiê Cantiga recolhida com Raimunda Pio Fazendinha-Santa Quitéria O artigo é baseado em entrevistas feitas com pessoas na sua maioria idosas em vários municípios do nordeste do Maranhão, em 1982.
Documenta a memória oral da escravidão de indivíduos e comunidades afrodescendentes e mestiças.
Os depoimentos fornecem informações preciosas sobre o trabalho quotidiano, a violência sofrida pelos escravizados e as várias maneiras de resistir aos senhores e feitores.
São analisadas algumas categorias-chaves desta memória oral, como a dicotomia entre o “bom” senhor e o “ruim” ou “malvado”.
O texto destaca algumas s...





Related documents