Atuação de psicólogos no programa de saúde da família: o cotidiano de trabalho oportunizando repensar a formação e as práticas profissionais Report as inadecuate




Atuação de psicólogos no programa de saúde da família: o cotidiano de trabalho oportunizando repensar a formação e as práticas profissionais - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Zuleica M. Patrício ; Edite Krawulski ; Maristela C. Sisson ;Aletheia 2009, (30)

Author: Juliana M. Fermino

Source: http://www.redalyc.org/


Teaser



Aletheia ISSN: 1413-0394 mscarlotto@ulbra.br Universidade Luterana do Brasil Brasil Fermino, Juliana M.; Patrício, Zuleica M.; Krawulski, Edite; Sisson, Maristela C. Atuação de psicólogos no Programa de Saúde da Família: o cotidiano de trabalho oportunizando repensar a formação e as práticas profissionais Aletheia, núm.
30, julio-diciembre, 2009, pp.
113-128 Universidade Luterana do Brasil Canoas, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=115013591010 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Aletheia 30, p.113-128, jul.-dez.
2009 Atuação de psicólogos no Programa de Saúde da Família: o cotidiano de trabalho oportunizando repensar a formação e as práticas profissionais Juliana M.
Fermino Zuleica M.
Patrício Edite Krawulski Maristela C.
Sisson Resumo: Pesquisa de abordagem qualitativa desenvolvida com psicólogos que atuam em serviços de saúde mental dos municípios pertencentes à região abrangida pela Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí (AMMVI), em Santa Catarina.
O objetivo foi conhecer suas percepções sobre as práticas que desenvolvem articuladas ao Programa de Saúde da Família (PSF).
Os participantes do estudo consideram a importância do seu papel nesse trabalho; não terem pleno conhecimento das atribuições e nem competência suficiente para atender a demanda dos serviços de saúde coletiva. As limitações decorrem pela formação acadêmica, que ainda não os capacita a transcender o foco de atuação individual, no contexto clínico, para uma abordagem voltada à saúde coletiva, e pela inserção incipiente do profissional psicólogo na equipe de saúde básica, o que dificulta sua capacitação continuada e a legitimidade de seu trabalho nesse...





Related documents