De jogos, profanações e gambiarras – por uma educação especial subversiva Report as inadecuate




De jogos, profanações e gambiarras – por uma educação especial subversiva - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Roselene Gurski ; Carla Karnoppi Vasques ;Educação 2015, 38 2

Author: Simone Zanon Moschen

Source: http://www.redalyc.org/


Teaser



Educação ISSN: 0101-465X reveduc@pucrs.br Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Brasil Zanon Moschen, Simone; Gurski, Roselene; Karnoppi Vasques, Carla De jogos, profanações e gambiarras – por uma educação especial subversiva Educação, vol.
38, núm.
2, mayo-agosto, 2015, pp.
203-211 Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Porto Alegre, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=84842555006 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Este artigo está licenciado sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite uso irrestrito, distribuição e reprodução em qualquer meio, desde que a publicação original seja corretamente citada.
http:--creativecommons.org-licenses-by-4.0-deed.pt_BR http:--revistaseletronicas.pucrs.br-ojs-index.php-faced- : http:--dx.doi.org-10.15448-1981-2582.2015.2.20046 De jogos, profanações e gambiarras – por uma educação especial subversiva From playing, desecration and jerry – rigging to a subversive special education De juegos, profanaciones y trucos – por una educación especial subversiva Simone Zanon Moschen* Roselene Gurski** Carla Karnoppi Vasques***  RESUMO – Partindo da concepção de linguagem que embasa o pensamento de Freud e Lacan, o artigo aborda o sujeito da educação especial e a artesania implicada no fazer pedagógico.
São articuladores de suas proposições: o a posteriori como temporalidade psíquica; o brincar como paradigma da criação; a torsão que conjuga as separações entre o eu e o outro e entre a realidade e a linguagem; a profanação dos dispositivos educacionais como tarefa política emergente.
O trabalho com os operadores citados permite valorar o q...





Related documents