Coopetição em redes interpessoais: redes são redes Report as inadecuate




Coopetição em redes interpessoais: redes são redes - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Humberto Elias Garcia Lopes ;RACRevista de Administração Contemporânea 2014, 18 4

Author: Caio Cesar Giannini Oliveira

Source: http://www.redalyc.org/


Teaser



RAC - Revista de Administração Contemporânea ISSN: 1415-6555 rac@anpad.org.br Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração Brasil Giannini Oliveira, Caio Cesar; Garcia Lopes, Humberto Elias Coopetição em Redes Interpessoais: Redes são Redes RAC - Revista de Administração Contemporânea, vol.
18, núm.
4, julio-agosto, 2014, pp.
508-522 Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração Rio de Janeiro, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=84031267008 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Disponível em http:--www.anpad.org.br-rac RAC, Rio de Janeiro, v.
18, n.
4, pp.
508-522, Jul.-Ago.
2014 http:--dx.doi.org-10.1590-1982-7849rac20141096 Documentos e Debates: Coopetição em Redes Interpessoais: Redes são Redes Coopetition in Interpersonal Networks: Networks are Networks Caio Cesar Giannini Oliveira E-mail: caiocgo@pucminas.br Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC Minas Rua Walter Ianni, 255, São Gabriel, 31980-110, Belo Horizonte, MG, Brasil. Humberto Elias Garcia Lopes E-mail: heglopes@pucminas.br Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC Minas Av.
Itaú, 525, Prédio Redentoristas, Dom Cabral, 30535-012, Belo Horizonte, MG, Brasil. Documentos e Debates: Coopetição em Redes Interpessoais 509 Resumo A sociedade se organiza em redes.
A perspectiva das redes, então, é algo que deve ser considerado como inerente à vida social, especialmente, quando se observa o fato de que não é viável (ou mesmo possível) para um dado ator – seja ele uma pessoa ou uma organização – viver de forma completamente independente e isolada de outros e em múltiplas instâncias.
Estes arranjos ou estruturas em r...





Related documents