A influência da intensidade de treinamento e a perda de peso no futebol Report as inadecuate




A influência da intensidade de treinamento e a perda de peso no futebol - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

José Fernandes Filho ; Paulo Moreira Silva Dantas ;Fitness & Performance Journal 2007, 6 4

Author: Marco Antonio Leitão Batista

Source: http://www.redalyc.org/


Teaser



Fitness & Performance Journal ISSN: 1519-9088 editor@cobrase.org.br Instituto Crescer com Meta Brasil Leitão Batista, Marco Antonio; Fernandes Filho, José; Silva Dantas, Paulo Moreira A influência da intensidade de treinamento e a perda de peso no futebol Fitness & Performance Journal, vol.
6, núm.
4, julio-agosto, 2007, pp.
251-254 Instituto Crescer com Meta Río de Janeiro, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=75117214008 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto doi:10.3900-fpj.6.4.251.p EISSN 1676-5133 A influência da intensidade de treinamento e a perda de peso no futebol Artigo Original 1 Faculdade Piauiense - FAP - Brasil Marco Antonio Leitão Batista1,2 profmarco@msn.com 2 Mestrado em Motricidade Humana da Universidade Autonoma de Assuncion - Paraguai José Fernandes Filho3 jff@eefd.ufrj.br 3 Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ - Brasil Paulo Moreira Silva Dantas4 pgdantas@terra.com.br 4 Unigranrio - RJ - Brasil Batista MAL, Fernandes Filho J, Dantas PMS.
A influência da intensidade de treinamento e a perda de peso no futebol.
Fit Perf J. 2007;6(4):251-4. RESUMO: O objetivo deste estudo centrou-se na relação existente entre o tipo de treinamento, a quantidade de líquidos ingeridos e a perda de peso, de 22 atletas de futebol, sendo 2 jogadores de cada posição, com média de idade de 24,9±3,8 anos e estatura de 1,75±0,08m.
As variáveis estudadas, foram: o peso, a estatura, a idade e a quantidade de líquidos ingeridos.
Para tratamento dos dados foi utilizada a estatística descritiva; para testar a normalidade dos dados usou-se o teste não-paramétrico de ShapiroWilk; para as comparações, utilizou-se o teste não-paramétrico de Kruskal Wallis; e para ...





Related documents