Educação e autarquias em portugal. lógicas de acção do poder autárquico em face do poder central e dos micropoderes locais Report as inadecuate




Educação e autarquias em portugal. lógicas de acção do poder autárquico em face do poder central e dos micropoderes locais - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

EccoS Revista Científica 2008, 10 1

Author: António Baixinho

Source: http://www.redalyc.org/


Teaser



EccoS Revista Científica ISSN: 1517-1949 eccos@uninove.br Universidade Nove de Julho Brasil Baixinho, António Educação e autarquias em Portugal.
Lógicas de acção do poder autárquico em face do poder central e dos micropoderes locais EccoS Revista Científica, vol.
10, núm.
1, janeiro-junho, 2008, pp.
233-254 Universidade Nove de Julho São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=71510112 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Educação e autarquias em Portugal.
Lógicas de acção do poder autárquico em face do poder central e dos micropoderes locais* António Baixinho A tendência para a mudança no papel do Estado, ou seja, de um Estadoeducador para um Estado-regulador fundamenta-se no discurso da racionalização que é contraditório, visto ser conjuntamente o discurso da recentralização, originando dinâmicas próprias mas também tensões entre o local e o centro.
A territorialização das políticas educativas marca uma ruptura ideológica e cultural com a tradição centralista e universalista e produz novas formas de articulação entre o nacional e o local.
Ela associa-se a uma dupla vontade política do Estado, ao redistribuir o poder entre o centro e as periferias e lutar contra as desigualdades sociais.
Assim, certos municípios desenvolvem (ou tentam desenvolver) sobre o seu território, numa lógica subsidiária, as políticas educativas que são as políticas sociais locais de tipo compensatório. Por sua vez, outros municípios por meio de uma lógica de liderança assumem uma aproximação liberal, sem a fazer necessariamente de bandeira dos princípios da competitividade, da concorrência ou da eficácia que a fundamentam, mas dos princípios mais consensuais...





Related documents