Editorial Report as inadecuate




Editorial - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Maria do Horto Fontoura Cartana ;Texto & Contexto Enfermagem 2006, 15 2

Author: Vânia Marli Schubert Backes

Source: http://www.redalyc.org/


Teaser



Texto & Contexto Enfermagem ISSN: 0104-0707 texto&contexto@nfr.ufsc.br Universidade Federal de Santa Catarina Brasil Schubert Backes, Vânia Marli; do Horto Fontoura Cartana, Maria Editorial Texto & Contexto Enfermagem, vol.
15, núm.
2, abril-junho, 2006, pp.
187-192 Universidade Federal de Santa Catarina Santa Catarina, Brasil Disponible en: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=71415201 Cómo citar el artículo Número completo Más información del artículo Página de la revista en redalyc.org Sistema de Información Científica Red de Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal Proyecto académico sin fines de lucro, desarrollado bajo la iniciativa de acceso abierto Editorial - 187 - EDITORIAL Certamente você já ouviu as expressões: “quem ama, cuida” e “quem ama, educa”.
O primeiro você pode ter ouvido em verso da melodia “Quando a gente ama é claro que a gente cuida”; o segundo é título de livro.
Nos chama a atenção que o amor está presente em ambas as expressões.
Poderíamos nos perguntar o que o amor teria a ver com cuidar e educar, já que as duas são atividades profissionais, desempenhadas em nossa sociedade em troca de pagamento e socialmente reguladas.
Se cuidar e educar são atividades dessa natureza, onde entra o amor? Os processos formais de cuidar e educar, por sua importância para a sociedade, são cada vez mais alvos de reflexão, críticas e teorização atualmente.
Tanto assim que já não é possível falar em cuidado e educação, mas sim em cuidados e educações, pois há diferentes formas de cuidar e inúmeras formas de educar. As idéias de ajudar os outros na solução e prevenção de problemas e de colocar-se no lugar do outro, ainda permanecem válidas como referências e conteúdos básicos da noção de cuidado em Enfermagem no século XXI, mas não bastam para provocar as mudanças que se fazem necessárias.
É preciso compreender e prestar o cuidado na perspectiva de val...





Related documents