Novas formas de relacionamento: fim do amor romântico ou um novo amor-consumo? Report as inadecuate




Novas formas de relacionamento: fim do amor romântico ou um novo amor-consumo? - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Sociedade e Cultura 2013, 16 2

Author: Cláudia Samuel Kessler

Source: http://www.redalyc.org/


Teaser



Sociedade e Cultura ISSN: 1415-8566 brmpechincha@hotmail.com Universidade Federal de Goiás Brasil Samuel Kessler, Cláudia Novas formas de relacionamento: fim do amor romântico ou um novo amor-consumo? Sociedade e Cultura, vol.
16, núm.
2, julio-diciembre, 2013, pp.
363-374 Universidade Federal de Goiás Goiania, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=70332866012 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Novas formas de relacionamento: f im do amor romântico ou um novo amor-consumo? Cláudia Samuel Kessler Doutoranda em Antropologia Social na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil jornalista24h@hotmail.com Resumo O presente artigo aborda o conceito de amor-consumo e outras expressões de afeto e sexualidade na contemporaneidade, tendo como base o pensamento econômico sobre os atuais relacionamentos que se contrapõem ao ideal do amor romântico.
O texto, de abordagem antropológica, apresenta relatos de integrantes de um novo movimento social autointitulado Relações Livres, que entende o indivíduo como gerenciador de suas relações sexuais e amorosas, e é contrário à monogamia. Palavras-chave: amor, consumo, relacionamentos, capitalismo, monogamia. A mor.
Uma única palavra, mas que suscita diversas interpretações e emoções.
Amor, sentimento difícil de definir, embora expressão frequentemente utilizada em diversos relacionamentos, estejam eles na fase inicial ou alicerçados em anos de convivência.
O amor do qual se tratará neste artigo não será conceitualmente definido, mas será geograficamente localizado na porção ocidental do globo, especificamente no território brasileiro.
A justificativa para a opção de não definir o am...





Related documents