Ambiente familiar e desenvolvimento cognitivo infantil: uma abordagem epidemiológica Report as inadecuate




Ambiente familiar e desenvolvimento cognitivo infantil: uma abordagem epidemiológica - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Darci Neves Santos ; Ana Cecília Bastos ; Márcia Regina Marcondes Pedromônico ; Naomar de Almeida-Filho ; Mauricio L Barreto ;Revista de Saúde Pública 2005, 39 4

Author: Susanne Anjos Andrade

Source: http://www.redalyc.org/


Teaser



Revista de Saúde Pública ISSN: 0034-8910 revsp@usp.br Universidade de São Paulo Brasil Anjos Andrade, Susanne; Neves Santos, Darci; Bastos, Ana Cecília; Marcondes Pedromônico, Márcia Regina; de Almeida-Filho, Naomar; Barreto, Mauricio L Ambiente familiar e desenvolvimento cognitivo infantil: uma abordagem epidemiológica Revista de Saúde Pública, vol.
39, núm.
4, agosto, 2005, pp.
606-611 Universidade de São Paulo São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=67240148014 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto $$ Rev Saúde Pública 2005;39(4):606-11 www.fsp.usp.br-rsp Ambiente familiar e desenvolvimento cognitivo infantil: uma abordagem epidemiológica Family environment and child’s cognitive development: an epidemiological approach Susanne Anjos Andradea, Darci Neves Santosa, Ana Cecília Bastosb, Márcia Regina Marcondes Pedromônico†,c, Naomar de Almeida-Filhoa e Mauricio L Barretoa a Instituto de Saúde Coletiva.
Universidade Federal da Bahia (UFBa).
Salvador, BA, Brasil.
bDepartamento de Psicologia.
UFBa.
Salvador, BA, Brasil.
cDepartamento de Fonoaudiologia.
Universidade Federal de São Paulo.
São Paulo, SP, Brasil Descritores Relações familiares.
Cognição. Desenvolvimento infantil.
Estudos transversais. Resumo Objetivo Analisar a associação entre a qualidade do estímulo doméstico e o desempenho cognitivo infantil, identificando o impacto da escolaridade materna sobre a qualidade dessa estimulação. Métodos Estudo de corte transversal, com 350 crianças entre 17 e 42 meses, examinadas em 1999, em áreas centrais e periféricas de Salvador, Estado da Bahia.
Utilizou-se um questionário socioeconômico, o inventário Home Observation for Measurement of the En...





Related documents