Estudo exploratório da qualidade do ar em escolas de educação básica, coimbra, portugal Report as inadecuate




Estudo exploratório da qualidade do ar em escolas de educação básica, coimbra, portugal - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Salvador Massano Cardoso ;Revista de Saúde Pública 2013, 47 6

Author: Ana Maria Conceição Ferreira

Source: http://www.redalyc.org/


Teaser



Revista de Saúde Pública ISSN: 0034-8910 revsp@usp.br Universidade de São Paulo Brasil Conceição Ferreira, Ana Maria; Massano Cardoso, Salvador Estudo exploratório da qualidade do ar em escolas de educação básica, Coimbra, Portugal Revista de Saúde Pública, vol.
47, núm.
6, diciembre, 2013, pp.
1059-1068 Universidade de São Paulo São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=67240209005 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Rev Saúde Pública 2013;47(6):1059-68 Artigos Originais Ana Maria Conceição FerreiraI Estudo exploratório da qualidade do ar em escolas de educação básica, Coimbra, Portugal Salvador Massano CardosoII DOI:10.1590-S0034-8910.2013047004810 Exploratory study of air quality in elementary schools, Coimbra, Portugal RESUMO OBJETIVO: Analisar a qualidade do ar em escolas de educação básica e suas condições estruturais e funcionais. MÉTODOS: Foi avaliada a qualidade do ar de 51 escolas (81 salas de aula) de educação básica da cidade de Coimbra, Portugal, tanto na parte interior das salas como na exterior, durante as quatro estações do ano, de 2010 a 2011.
Foram avaliadas a temperatura (Tº), umidade relativa (Hr), concentrações de monóxido de carbono (CO), dióxido de carbono (CO2), ozona (O3), dióxido de nitrogênio (NO2), dióxido de enxofre (SO2), compostos orgânicos voláteis (COV), formaldeído e material particulado (PM10), de novembro de 2010 a fevereiro de 2011 (outono-inverno) e de março de 2011 a junho de 2011 (primavera-verão). Procedeu-se ao preenchimento de uma grelha de caracterização das condições estruturais e funcionais das escolas.
Aplicaram-se os testes estatísticos t-Student para amostras emparelhadas e o teste...





Related documents