Ações de saúde mental na atenção básica: caminho para ampliação da integralidade da atenção Report as inadecuate




Ações de saúde mental na atenção básica: caminho para ampliação da integralidade da atenção - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Edith Lauridsen Ribeiro ;Ciência & Saúde Coletiva 2009, 14 2

Author: Oswaldo Yoshimi Tanaka

Source: http://www.redalyc.org/


Teaser



Ciência & Saúde Coletiva ISSN: 1413-8123 cecilia@claves.fiocruz.br Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva Brasil Yoshimi Tanaka, Oswaldo; Lauridsen Ribeiro, Edith Ações de saúde mental na atenção básica: caminho para ampliação da integralidade da atenção Ciência & Saúde Coletiva, vol.
14, núm.
2, abril, 2009, pp.
477-486 Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva Rio de Janeiro, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=63013532016 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Ações de saúde mental na atenção básica: caminho para ampliação da integralidade da atenção Mental health in primary care: ways to reach an integral care Oswaldo Yoshimi Tanaka 1 Edith Lauridsen Ribeiro 2 1 Faculdade de Saúde Publica, USP.
Av.
Dr. Arnaldo 715, Cerqueira César.
01246-904 São Paulo SP. oytanaka@usp.br 2 Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo. Abstract A great challenge for the primary healthcare system, implemented by the strategy called the Family Health Program, is to incorporate actions for facing situations of violence and mental health problems.
This study analyzed the care delivered to 411 children between five and eleven years of age in a primary care unit in the city of São Paulo.
The clinical findings were compared to a standard inventory of symptoms (CBCL).
In addition, semistructured interviews were held with pediatricians. The study shows low capacity of the pediatricians to recognize mental health problems in children.
This is mainly due to deficiencies in their training and lack of possibilities for concrete intervention to face a complaint or diagnostic hypothesis.
The reorganization process of primary care will need to pro...





Related documents