De quem é o sus? sobre as representações sociais dos usuários do programa saúde da família Report as inadecuate




De quem é o sus? sobre as representações sociais dos usuários do programa saúde da família - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Rosângela Minardi Mitre Cotta ; Fábio Farias Mendes ; Silvia Eloiza Priore ; Sylvia do Carmo Castro Franceschinni ; Mariana de Melo Cazal ; Rodrigo Siqueira Batista ;Ciência & Saúde Coletiva 2011, 16 3

Author: Poliana Cardoso Martins

Source: http://www.redalyc.org/


Teaser



Ciência & Saúde Coletiva ISSN: 1413-8123 cecilia@claves.fiocruz.br Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva Brasil Cardoso Martins, Poliana; Minardi Mitre Cotta, Rosângela; Farias Mendes, Fábio; Priore, Silvia Eloiza; Carmo Castro Franceschinni, Sylvia do; Melo Cazal, Mariana de; Siqueira Batista, Rodrigo De quem é o SUS? Sobre as representações sociais dos usuários do Programa Saúde da Família Ciência & Saúde Coletiva, vol.
16, núm.
3, marzo, 2011, pp.
1933-1942 Associação Brasileira de Pós-Graduação em Saúde Coletiva Rio de Janeiro, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=63018467027 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto 1933 Whose is SUS? About the social representation of the users of the Family Health Program Poliana Cardoso Martins 1 Rosângela Minardi Mitre Cotta 2 Fábio Farias Mendes 2 Silvia Eloiza Priore 2 Sylvia do Carmo Castro Franceschinni 2 Mariana de Melo Cazal 1 Rodrigo Siqueira Batista 2 1 Instituto Multidisciplinar em Saúde, Universidade Federal da Bahia.
Instituto Multidisciplinar em Saúde. Rua Rio de Contas 58, quadra 17, lote 58, Candeias.
45029-094 Vitória da Conquista BA. poliana.martins@ufba.br 2 Universidade Federal de Viçosa. Abstract The present study analyzes the representation of the users of SUS and PSF, presenting data obtained by semi-structured interviews, using the theoretical referential of the qualitative research.
The results show a social representation marked by a focused vision and assistance, pointing to the concentration of public resources in poor segments of the society and centered in the biomedical model of attention.
It stands out that PSF did not reach their objectives to provide changes in the praxi...





Related documents