Estratégias de comunicação utilizadas por profissionais de saúde na atenção à pacientes sob cuidados paliativos Report as inadecuate




Estratégias de comunicação utilizadas por profissionais de saúde na atenção à pacientes sob cuidados paliativos - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Maria Júlia Paes da Silva ;Revista da Escola de Enfermagem da USP 2012, 46 3

Author: Monica Martins Trovo de Araújo

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=361033317013


Teaser



Red de Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal Sistema de Información Científica Martins Trovo de Araújo, Monica; Paes da Silva, Maria Júlia Estratégias de comunicação utilizadas por profissionais de saúde na atenção à pacientes sob cuidados paliativos Revista da Escola de Enfermagem da USP, vol.
46, núm.
3, junio, 2012, pp.
626-632 Universidade de São Paulo São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=361033317013 Revista da Escola de Enfermagem da USP, ISSN (Versão impressa): 0080-6234 reeusp@usp.br Universidade de São Paulo Brasil Como citar este artigo Número completo Mais informações do artigo Site da revista www.redalyc.org Projeto acadêmico não lucrativo, desenvolvido pela iniciativa Acesso Aberto Communication strategies used by health care professionals in providing palliative care to patients Artigo Original Estratégias de comunicação utilizadas por profissionais de saúde na atenção à pacientes sob cuidados paliativos* Estrategias de comunicación utilizadas por profesionales de salud en la atención a pacientes bajo cuidados paliativos Monica Martins Trovo de Araújo1, Maria Júlia Paes da Silva2 resumo Abstract Resumen descritores descriptors descriptores O presente estudo objetivou verificar a relevância e a utilização de estratégias de comunicação em cuidados paliativos.
Estudo quantitativo multicêntrico, realizado entre agosto-2008 e julho-2009, junto a 303 profissionais de saúde que trabalhavam com pacientes sob cuidados paliativos, por meio da aplicação de questionário.
Os dados foram submetidos a tratamento estatístico descritivo.
A maioria (57,7%) não foi capaz de citar ao menos uma estratégia de comunicação verbal e apenas 15,2% mencionaram cinco sinais ou estratégias não verbais.
As estratégias verbais mais citadas foram as de cunho interrogativo sobre a doença-tratamento e, dentre as não verbais, destacaram-se o toque ...





Related documents