Amor e dinheiro: uma relação possível? Report as inadecuate




Amor e dinheiro: uma relação possível? - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Caderno CRH 2011, 24 61

Author: Glaucia Russo

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=347632183009


Teaser



Caderno CRH ISSN: 0103-4979 revcrh@ufba.br Universidade Federal da Bahia Brasil Russo, Glaucia AMOR E DINHEIRO: UMA RELAÇÃO POSSÍVEL? Caderno CRH, vol.
24, núm.
61, enero-abril, 2011, pp.
121-134 Universidade Federal da Bahia Salvador, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=347632183009 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Glaucia Russo AMOR E DINHEIRO: UMA RELAÇÃO POSSÍVEL? Glaucia Russo* Sob o signo da economia do dinheiro, tudo é transformado, até mesmo os sentimentos, o amor e a forma de vivenciar as relações afetivas.
Neste artigo, tentarei compreender em que aspectos a economia monetária modifica ou influencia o amor na modernidade,1 sem perder de vista que tais relações se inserem em um contexto onde domina o individualismo e as relações mercantis, mas também relações humanas com toda a sua complexidade, contradições e surpresas. Amor e dinheiro aparecem em nossa sociedade como polos ao redor dos quais a vida gira e * Doutora em Ciências Sociais.
Professora e pesquisadora da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte. Av.
Prof.
Antonio Campos, s-n.
Costa e Silva.
Cep: 59625620.
Mossoro - Rio Grande do Norte - Brasil.
Caixa-Postal 70. ghar@ibest.com.br 1 Esse espaço – tempo, segundo Simmel, é caracterizado pelo predomínio do dinheiro e ele constrói uma sociabilidade marcada pela distância e proximidade, pela indiferença e pela racionalidade.
O dinheiro está em estreita relação com o racionalismo, o cálculo e as ações racionais, conduzindo ao intelectualismo, que se constitui na atitude mental exigida pela metrópole.
Tal atitude, por sua vez, é um fenômeno moderno, um fenômeno que só é possível na sociedade sob o signo do dinheiro.
Para Simme...





Related documents