Farias, edson silva de. ócio e negócio: festas populares e entretenimento-turismo no brasil. curitiba: appris, 2011. 413p. Report as inadecuate




Farias, edson silva de. ócio e negócio: festas populares e entretenimento-turismo no brasil. curitiba: appris, 2011. 413p. - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Caderno CRH 2012, 25 66

Author: Bruno Gontyjo do Couto

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=347632239016


Teaser



Caderno CRH ISSN: 0103-4979 revcrh@ufba.br Universidade Federal da Bahia Brasil Gontyjo do Couto, Bruno FARIAS, Edson Silva de.
Ócio e negócio: festas populares e entretenimento-turismo no Brasil. Curitiba: Appris, 2011.
413p. Caderno CRH, vol.
25, núm.
66, septiembre-diciembre, 2012, pp.
625-627 Universidade Federal da Bahia Salvador, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=347632239016 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Bruno Gontyjo do Couto Bruno Gontyjo do Couto No esteio das proposições de autores como Benjamin e Bourdieu, o livro Ócio e negócio: festas populares e entretenimento-turismo no Brasil, de autoria de Edson Farias, procura alinhar o debate sobre a cultura popular no Brasil com a problemática da modernidade e dos processos de modernização, tendo como foco a centralidade adquirida pelo nexo entre economia e cultura durante o desenvolvimento das sociedades-nação modernas. Indo no sentido contrário de parte da literatura sobre o tema, o autor procura superar as operações analíticas que substancializam o popular como algum tipo de alteridade autêntica contraposta à dita cultura industrial e seu respectivo movimento de homogeneização.
Desse modo, não se trata de abordar o tradicional e o moderno, a cultura popular e a cultura de massas como elementos estanques e incompatíveis, mas de dar conta das interdependências sociais e cruzamentos históricos que os colocam, ao mesmo tempo, em tensão e sincronia. Assim, o texto, originalmente formulado como tese de doutorado defendida em 2001, tem como problema geral o modo como o engate entre economia e cultura se torna central com a emergência e consolidação da estrutura urbano-industrial de serviços e do quadro ...





Related documents