Nota introdutória do editor Report as inadecuate




Nota introdutória do editor - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Revista Brasileira de Linguística Aplicada 2011, 11 2

Author: Stefan Th. Gries

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=339829635002


Teaser



Revista Brasileira de Linguística Aplicada ISSN: 1676-0786 rblasecretaria@gmail.com Universidade Federal de Minas Gerais Brasil Gries, Stefan Th. Nota introdutória do editor Revista Brasileira de Linguística Aplicada, vol.
11, núm.
2, abril-junio, 2011, pp.
287-290 Universidade Federal de Minas Gerais Belo Horizonte, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=339829635002 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Nota introdutória do editor Stefan Th.
Gries University of California, Santa Barbara 1 Introdução Se alguém perguntar a um linguista de corpus há quanto tempo essa área de estudos existe, duas respostas são ouvidas mais frequentemente.
Uma seria que os métodos da linguística de corpus existem há muito tempo, por exemplo, nas concordâncias bíblicas ou no trabalho de Käding (1897); também seriam lembrados os linguistas comparativistas europeus ou os estruturalistas norteamericanos da primeira metade do século XX, dentre outros.
A outra resposta para a pergunta inicial seria a de que a linguística de corpus somente começou a ser perfilada, no cenário europeu, com o trabalho de Firth (1951) sobre colocações, ou o trabalho da Pesquisa sobre o Uso do Inglês,1 além da frente norteamericana com o trabalho de Fries (1952) sobre o inglês americano falado. Independente da opção que se fizer por um desses dois pontos de vista – ambos são, provavelmente, sob certos ângulos e os linguistas de corpus podem adotar qualquer um dos dois, dependendo dos objetivos retóricos que tenham – não seria exagero afirmar que foi apenas nos últimos vinte anos que a linguística de corpus realmente se consolidou, tornando-se uma dos métodos mais amplamente utilizados na linguística.
I...





Related documents