Prevalência de depressão e ansiedade em detentos Report as inadecuate




Prevalência de depressão e ansiedade em detentos - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Tatiana de Cássia Nakano ; Maria Lígia de Aquino Gouveia ;Avaliação Psicológica 2009, 8 3

Author: Fábio Alves Ferreira Maia de Araújo

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=335027282010


Teaser



Avaliação Psicológica ISSN: 1677-0471 revista@ibapnet.org.br Instituto Brasileiro de Avaliação Psicológica Brasil Ferreira Maia de Araújo, Fábio Alves; de Cássia Nakano, Tatiana; de Aquino Gouveia, Maria Lígia PREVALÊNCIA DE DEPRESSÃO E ANSIEDADE EM DETENTOS Avaliação Psicológica, vol.
8, núm.
3, diciembre-, 2009, pp.
381-390 Instituto Brasileiro de Avaliação Psicológica Ribeirão Preto, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=335027282010 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Avaliação Psicológica, 2009, 8(3), pp.
381-390 381 PREVALÊNCIA DE DEPRESSÃO E ANSIEDADE EM DETENTOS Fábio Alves Ferreira Maia de Araújo1 - Centro Universitário de João Pessoa, João Pessoa, Brasil Tatiana de Cássia Nakano - Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Campinas, Brasil Maria Lígia de Aquino Gouveia - Centro Universitário de João Pessoa, João Pessoa, Brasil RESUMO A pesquisa tem o objetivo de investigar sintomas de depressão e ansiedade em dois grupos de presidiários (30 recém chegados ao presídio e 30 antigos).
Utilizou-se um instrumento sócio-demográfico e duas escalas Beck de depressão e ansiedade para a coleta dos dados.
Os resultados mostraram que os detentos dos dois grupos apresentaram, em sua maioria, níveis mínimos de depressão e ansiedade, com maior presença de indicadores nos novatos.
A diferença de médias em relação à depressão foi significativa entre os grupos, o que não ocorreu em relação à ansiedade.
Uma relação positiva e significativa (r=0,583, p≤0,0001) foi encontrada entre os níveis de depressão e ansiedade, indicando relação entre as duas sintomatologias.
Conclui-se que, tanto sintomas de depressão quanto de ansiedade, embo...





Related documents