Desenvolvimento e validação da escala de comportamento proativo nas organizações - ecpo Report as inadecuate




Desenvolvimento e validação da escala de comportamento proativo nas organizações - ecpo - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Juliana B. Porto ;Avaliação Psicológica 2009, 8 3

Author: Meiry Kamia

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=335027282008


Teaser



Avaliação Psicológica ISSN: 1677-0471 revista@ibapnet.org.br Instituto Brasileiro de Avaliação Psicológica Brasil Kamia, Meiry; Porto, Juliana B. DESENVOLVIMENTO E VALIDAÇÃO DA ESCALA DE COMPORTAMENTO PROATIVO NAS ORGANIZAÇÕES - ECPO Avaliação Psicológica, vol.
8, núm.
3, diciembre-, 2009, pp.
359-367 Instituto Brasileiro de Avaliação Psicológica Ribeirão Preto, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=335027282008 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Avaliação Psicológica, 2009, 8(3), pp.
359-367 359 DESENVOLVIMENTO E VALIDAÇÃO DA ESCALA DE COMPORTAMENTO PROATIVO NAS ORGANIZAÇÕES - ECPO Meiry Kamia - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, Brasil Juliana B.
Porto1 - Universidade de Brasília, Brasília, Brasil RESUMO Pesquisas sobre proatividade ganharam força nos últimos quinze anos em função do aumento da competitividade e complexidade da economia global.
Comportamento proativo é um conjunto de comportamentos em que o trabalhador busca espontaneamente por mudanças no seu ambiente de trabalho, solucionando e antecipando-se aos problemas, visando metas que beneficiam a organização.
O objetivo deste trabalho foi desenvolver e validar um instrumento de medida de Comportamento Proativo nas Organizações.
Para a validação, a escala desenvolvida a partir de entrevistas e do levantamento de instrumentos anteriores foi aplicada em 346 funcionários de diversas organizações.
Os resultados da análise fatorial exploratória apontaram para um fator com Alpha de Cronbach de 0,95.
Os resultados das ANOVAs e testes t apontaram para diferenças significativas entre ocupantes de cargos de chefia e demais funcionários, bem como entre empresários e outras catego...





Related documents