Mobilidade e fronteira: as territorialidades dos jovens de corumbá, brasil Report as inadecuate




Mobilidade e fronteira: as territorialidades dos jovens de corumbá, brasil - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Revista Transporte y Territorio 2013, 9

Author: Edgar Aparecido da Costa

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=333029872004


Teaser



Revista Transporte y Territorio E-ISSN: 1852-7175 rtt@filo.uba.ar Universidad de Buenos Aires Argentina Aparecido da Costa, Edgar Mobilidade e fronteira: as territorialidades dos jovens de Corumbá, Brasil Revista Transporte y Territorio, núm.
9, 2013, pp.
65-86 Universidad de Buenos Aires Buenos Aires, Argentina Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=333029872004 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto DOSSIER Mobilidade e fronteira: as territorialidades dos jovens de Corumbá, Brasil [65-86] ISSN 1852-7175 Mobilidade e fronteira: as territorialidades dos jovens de Corumbá, Brasil -- Edgar Aparecido da Costa Mestrado em Estudos Fronteiriços Curso de Geografia, Câmpus do Pantanal, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Brasil Resumo Mobilidade e fronteira são construções socioespaciais que se combinam e modificam reciprocamente.
Nesta Era da informação as mobilidades territoriais são ainda mais intensas, complexificando, cada vez mais, os arranjos locais.
A cidade de Corumbá-MS, no Oeste brasileiro, na fronteira com a Bolívia foi construída a partir de inúmeros fluxos de dinamismo permanente.
O objetivo deste trabalho é analisar como os jovens de Corumbá usam o lado boliviano dessa fronteira e com que frequência a visitam. Interessa, ainda, entender como a fronteira comparece nos seus imaginários e se seus fluxos são mais na direção da capital sul-mato-grossense ou do Pantanal.
Para tanto, foram aplicados 345 questionários entre estudantes com idade de 15 a 17 anos, nas escolas de Corumbá.
Percebeu-se que os jovens vão mais para fronteira, depois para a capital do Estado e, por último para o Pantanal. Palavras-chave Fronteira Territorialidades Mobilidade Corumbá-MS Pal...





Related documents