Towards a post-conflict economy Report as inadecuate




Towards a post-conflict economy - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Revista Finanzas y Política Económica 2017, 9 1

Author: Joan Miguel Tejedor Estupiñán

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=323549941001_5


Teaser



Revista Finanzas y Política Económica ISSN: 2248-6046 revistafinypolecon@ucatolica.edu.co Universidad Católica de Colombia Colombia Tejedor Estupiñán, Joan Miguel Towards a Post-conflict Economy Revista Finanzas y Política Económica, vol.
9, núm.
1, enero-junio, 2017, pp.
15-18 Universidad Católica de Colombia Bogotá, Colombia Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=323549941001 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto EDITORIAL Editorial Rumo a uma economia do pós-conflicto http:--dx.doi.org-10.14718-revfinanzpolitecon.2017.9.1.1 Joan Miguel Tejedor Estupiñán* 1 Após quatro anos de negociações entre o Governo da Colômbia e a guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia-Exército do Povo (Farc-EP), no dia 24 de agosto de 2016, em Havana, representantes de Cuba e Noruega, países fiadores, junto com as partes negociadoras, divulgaram um comunicado conjunto no qual anunciavam aos colombianos e ao mundo inteiro o fim de um conflito de mais de seis décadas e um “Acordo final, integral e definitivo, sobre a totalidade dos pontos da agenda do Acordo Geral para a Terminação do Conflito e para a Construção de uma Paz Estável e Duradoura na Colômbia”1 .
Esse Acordo foi ratificado no Congresso da República e logo levado a plebiscito no dia 2 2 de outubro de 2016, para que os colombianos decidissem a aprovação final para sua implantação (Gobierno Nacional e Farc-EP, 2016). A pergunta formulada aos colombianos no plebiscito foi: “Você apoia o acordo final para a terminação do conflito e para a construção de uma paz estável e duradoura?” Os resultados mostraram que, de quase 34,9 milhões de pessoas habilitadas para votar, somente pouco mais de 13 milhões (...





Related documents