Quando a rua é dos velhos: trabalho informal, saúde e condições de vida Report as inadecuate




Quando a rua é dos velhos: trabalho informal, saúde e condições de vida - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Textos & Contextos Porto Alegre 2008, 7 2

Author: Monique Borba Cerqueira

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=321527163005


Teaser



Textos & Contextos (Porto Alegre) E-ISSN: 1677-9509 textos@pucrs.br Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Brasil Borba Cerqueira, Monique Quando a rua é dos velhos: trabalho informal, saúde e condições de vida Textos & Contextos (Porto Alegre), vol.
7, núm.
2, julio-diciembre, 2008, pp.
235-249 Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Porto Alegre, RS, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=321527163005 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Quando a rua é dos velhos: trabalho informal, saúde e condições de vida (When the street belongs to the elderly: informal work, health and life conditions) Monique Borba Cerqueira Resumo – Este artigo procura mostrar as dimensões da exclusão social e sua relação com as esferas do trabalho informal e da saúde, a partir de um estudo etnográfico realizado no centro da cidade de São Paulo com “plaqueiros” e “homens-sanduíche”, trabalhadores idosos, altamente precarizados e pertencentes à “baixa informalidade” – extrato que reúne as ocupações menos qualificadas na economia informal.
É nesse contexto que as transformações ocorridas nas últimas décadas no mundo do trabalho, evidenciadas através da profunda crise de empregabilidade, vão produzir impactos dramáticos na qualidade de vida e sociabilidade das pessoas.
Nesse sentido, as relações entre trabalho e saúde sofrem mutações cujo principal agravante é o fato de que, no universo informal, o indivíduo será destituído de qualquer direito ou garantia trabalhista.
Entre plaqueiros e homens-sanduíche, somadas às difíceis condições de vida, o tipo de trabalho praticado nas ruas vai interferir no modo de pensar e cuidar da pr...





Related documents