Necessidades de saúde na atenção primária: percepção de profissionais que atuam na educação permanente Report as inadecuate




Necessidades de saúde na atenção primária: percepção de profissionais que atuam na educação permanente - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Maria Rita Bertolozzi ; Paula Hino ;Acta Paulista de Enfermagem 2010, 23 6

Author: Patricia Tavares dos Santos

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=307023868012


Teaser



Acta Paulista de Enfermagem ISSN: 0103-2100 ape@unifesp.br Escola Paulista de Enfermagem Brasil Tavares dos Santos, Patricia; Bertolozzi, Maria Rita; Hino, Paula Necessidades de saúde na atenção primária: percepção de profissionais que atuam na educação permanente Acta Paulista de Enfermagem, vol.
23, núm.
6, 2010, pp.
788-795 Escola Paulista de Enfermagem São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=307023868012 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Artigo Original Necessidades de saúde na atenção primária: percepção de profissionais que atuam na educação permanente* Health necessities in primary attention: the perception of professionals acting in permanent education Necesidades de salud en la atención primaria: percepción de profesionales que actúan en la educación permanente Patricia Tavares dos Santos1, Maria Rita Bertolozzi2, Paula Hino3 RESUMO Objetivo: Conhecer o conceito de necessidades em saúde, segundo a percepção dos preceptores que integram uma equipe de Educação Permanente na Atenção Primária em Saúde de uma organização social.
Métodos: Utilizou-se entrevista semiestruturada com cinco preceptores vinculados à Educação permanente dessa Instituiçao e os achados foram categorizados e analisados, conforme a Taxonomia de Necessidades de Saúde e a luz da Teoria da Determinação Social do Processo Saúde-Doença.
Os cinco profissionais da equipe de preceptoria de uma organização social da zona Leste paulistana participaram da pesquisa.
Resultados: Os participantes abordaram as quatro categorias propostas pela taxonomia, além de discorrerem sobre a identificação das necessidades e sua satisfação.
Conclusão: Os profissionais acreditam que...





Related documents