Amplificação do genoma de circovírus suíno tipo 2 pcv2 por círculo rolante e produção de um clone viral Report as inadecuate




Amplificação do genoma de circovírus suíno tipo 2 pcv2 por círculo rolante e produção de um clone viral - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Acta Scientiae Veterinariae 2008, 36 1

Author: DIOGENES DEZEN

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=289021804021


Teaser



Acta Scientiae Veterinariae ISSN: 1678-0345 ActaSciVet@ufrgs.br Universidade Federal do Rio Grande do Sul Brasil DEZEN, DIOGENES Amplificação do genoma de circovírus suíno tipo 2 (PCV2) por círculo rolante e produção de um clone viral Acta Scientiae Veterinariae, vol.
36, núm.
1, 2008, pp.
82-83 Universidade Federal do Rio Grande do Sul Porto Alegre, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=289021804021 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Acta Scientiae Veterinarie.
36(1): 81-82, 2008. RESUMO DE DISSERTAÇÃO Amplificação do genoma de circovírus suíno tipo 2 (PCV2) por círculo rolante e produção de um clone viral* DIOGENES DEZEN Paulo Michel Roehe (Orientador - UFRGS) Banca: Ana Cláudia Franco (UFRGS), Cláudio Wageck Canal (UFRGS), Benito Guimarães de Brito (IPVDF) O circovírus suíno tipo 2 (PCV2) é o principal agente envolvido na Síndrome Multissistêmica do Definhamento dos Suínos (SMDS).
Na maioria dos países onde a suinocultura tem expressiva importância econômica, a SMDS vem causando sérios prejuízos.
Com o objetivo de contribuir para a caracterização genética de isolados brasileiros de PCV2, duas amostras autóctones foram clonadas e seqüenciadas na íntegra.
Para tanto, o genoma viral foi extraído de tecidos de animais com SMDS e amplificado pelo método denominado “amplificação em círculo rolante com múltiplos primers” (ACRMP).
Ambas seqüências apresentaram 1.767 nucleotídeos e diferiram entre si em apenas um nucleotídeo.
A análise filogenética destas duas seqüências mostrou maior identidade com o grupo (1A) formado por isolados holandeses, franceses e chineses.
Um isolado brasileiro previamente sequenciado, de Minas Gerais, foi classifi...





Related documents