Análise da região carbox-terminal da glicoproteína c gc e sua utilização na diferenciação entre herpesvírus bovino tipos 1 bohv-1 e 5 bohv-5 Report as inadecuate




Análise da região carbox-terminal da glicoproteína c gc e sua utilização na diferenciação entre herpesvírus bovino tipos 1 bohv-1 e 5 bohv-5 - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Acta Scientiae Veterinariae 2008, 36 1

Author: PAULO AUGUSTO ESTEVES

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=289021804015


Teaser



Acta Scientiae Veterinariae ISSN: 1678-0345 ActaSciVet@ufrgs.br Universidade Federal do Rio Grande do Sul Brasil ESTEVES, PAULO AUGUSTO Análise da região carbox-terminal da glicoproteína C (gC) e sua utilização na diferenciação entre Herpesvírus Bovino Tipos 1 (BoHV-1) e 5 (BoHV-5) Acta Scientiae Veterinariae, vol.
36, núm.
1, 2008, pp.
70-71 Universidade Federal do Rio Grande do Sul Porto Alegre, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=289021804015 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Acta Scientiae Veterinarie.
36(1): 69-70, 2008. RESUMO DE TESE Análise da região carbox-terminal da glicoproteína C (gC) e sua utilização na diferenciação entre Herpesvírus Bovino Tipos 1 (BoHV-1) e 5 (BoHV-5)* PAULO AUGUSTO ESTEVES Paulo Michel Roehe (Orientador - UFRGS) Ana Cláudia Franco (Co-Orientadora - UFRGS) Banca: Amauri Braga Simonetti (UFRGS), Cláudio Wageck Canal (UFRGS), Odir Antônio Dellagostin (UFPEL) Membros da família Herpesviridae, subfamília Alphaherpesvirinae, herpesvírus bovino tipos 1 (BoHV-1) e 5 (BoHV-5) tem sido associados a diferentes condições clínicas em bovinos.
Assim, diferenciação entre BoHV-1 e BoHV-5 é uma valiosa informação objetivando um melhor entendimento da patogenia e epidemiologia destes vírus no rebanho bovino. Contudo, métodos para diferenciação são escassos devido às reações cruzadas originadas da alta homologia genômica e antigênica entre estes vírus.
O presente estudo concentrou-se na análise da região carboxi-terminal da glicoproteína C (nucleotídeos 16763 - 17337 em BoVH-1 e 17671 - 18242 em BoHV-5), uma vez que tal região apresentou características potenciais que permitissem a diferenciação entre estes vírus.
Assim...





Related documents