Aplicação de objeto virtual de aprendizagem, para avaliação simulada de dor aguda, em estudantes de enfermagem Report as inadecuate




Aplicação de objeto virtual de aprendizagem, para avaliação simulada de dor aguda, em estudantes de enfermagem - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Grace Teresinha Marcon Dal Sasso ;Revista Latino-Americana de Enfermagem 2011, 19 2

Author: Ana Graziela Alvarez

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=281421955002


Teaser



Revista Latino-Americana de Enfermagem ISSN: 0104-1169 rlae@eerp.usp.br Universidade de São Paulo Brasil Alvarez, Ana Graziela; Marcon Dal Sasso, Grace Teresinha Aplicação de objeto virtual de aprendizagem, para avaliação simulada de dor aguda, em estudantes de enfermagem Revista Latino-Americana de Enfermagem, vol.
19, núm.
2, abril, 2011, pp.
Tela 1-Tela 9 Universidade de São Paulo São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=281421955002 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Rev.
Latino-Am.
Enfermagem 19(2):[09 telas] mar-abr 2011 www.eerp.usp.br-rlae Artigo Original Aplicação de objeto virtual de aprendizagem, para avaliação simulada de dor aguda, em estudantes de enfermagem1 Ana Graziela Alvarez2 Grace Teresinha Marcon Dal Sasso3 O objetivo do estudo foi avaliar os resultados da aplicação de um objeto virtual de aprendizagem para avaliação simulada da dor aguda na aprendizagem de estudantes de graduação em enfermagem e verificar sua opinião sobre a qualidade da tecnologia.
Trata-se de estudo quase experimental, não randomizado, do tipo antes e depois, realizado com 14 estudantes da sétima fase da graduação em enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina.
As médias de pré (8,84) e pós-teste (9,31) revelaram diferença significativa na aprendizagem, após intervenção (p=0,03).
Na avaliação qualitativa, destacaram-se a flexibilidade de acesso, o acesso independente de tempo-lugar, liberdade para decidir o melhor percurso de aprendizagem e a semelhança com a realidade.
Constitui promissora ferramenta educacional, uma experiência interativa, semelhante à realidade, dinâmica e construtiva de aprendizagem. A aplicação da tecnologia trouxe resulta...





Related documents