Necessidades de cuidados e carga de trabalho de enfermagem a pacientes psiquiátricos institucionalizados Report as inadecuate




Necessidades de cuidados e carga de trabalho de enfermagem a pacientes psiquiátricos institucionalizados - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Marli de Carvalho Jericó ; Márcia Galan Perroca ;Revista Latino-Americana de Enfermagem 2013, 21 1

Author: Helena Ayako Mukai

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=281425765008


Teaser



Revista Latino-Americana de Enfermagem ISSN: 0104-1169 rlae@eerp.usp.br Universidade de São Paulo Brasil Ayako Mukai, Helena; de Carvalho Jericó, Marli; Galan Perroca, Márcia Necessidades de cuidados e carga de trabalho de enfermagem a pacientes psiquiátricos institucionalizados Revista Latino-Americana de Enfermagem, vol.
21, núm.
1, enero-febrero, 2013, pp.
1-9 Universidade de São Paulo São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=281425765008 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Rev.
Latino-Am.
Enfermagem Artigo Original 21(1):[09 telas] jan.-fev.
2013 www.eerp.usp.br-rlae Necessidades de cuidados e carga de trabalho de enfermagem a pacientes psiquiátricos institucionalizados1 Helena Ayako Mukai2 Marli de Carvalho Jericó3 Márcia Galan Perroca3 Objetivos: este estudo descritivo, de abordagem quantitativa, teve como propósito investigar as necessidades de cuidados de enfermagem de pacientes com transtornos mentais, as horas médias de assistência dispensadas e a carga de trabalho da equipe de enfermagem.
Método: foi conduzido em um hospital neuropsiquiátrico público, localizado na Região Sudeste do Brasil, no ano 2010, tendo como sujeitos 105 pacientes.
Para caracterizar o perfil assistencial foi aplicado um instrumento de classificação de pacientes.
O tratamento estatístico foi realizado por meio de Análise de Componentes Principais e Análise de Variância.
Resultados: houve predomínio de pacientes na categoria de cuidados discreta (73,3%).
As horas médias de assistência variaram de 0,57 a 0,88 (enfermeiros) e de 1,97 a 3,16 (auxiliares de enfermagem) e a carga de trabalho de 119,6 a 183 horas.
Conclusões: este estudo evidenciou que a demanda por cuidados da ...





Related documents