Validação clínica do diagnóstico de enfermagem -risco de aspiração- em pacientes com acidente cerebrovascular Report as inadecuate




Validação clínica do diagnóstico de enfermagem -risco de aspiração- em pacientes com acidente cerebrovascular - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Thelma Leite de Araújo ; Rafaella Pessoa Moreira ; Nirla Gomes Guedes ; Marcos Venicios de Oliveira Lopes ; Viviane Martins da Silva ;Revista Latino-Americana de Enfermagem 2013, 21

Author: Tahissa Frota Cavalcante

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=281425764031


Teaser



Revista Latino-Americana de Enfermagem ISSN: 0104-1169 rlae@eerp.usp.br Universidade de São Paulo Brasil Frota Cavalcante, Tahissa; Leite de Araújo, Thelma; Pessoa Moreira, Rafaella; Gomes Guedes, Nirla; de Oliveira Lopes, Marcos Venicios; Martins da Silva, Viviane Validação clínica do diagnóstico de enfermagem “risco de aspiração” em pacientes com acidente cerebrovascular Revista Latino-Americana de Enfermagem, vol.
21, enero-febrero, 2013, pp.
1-9 Universidade de São Paulo São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=281425764031 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Rev.
Latino-Am.
Enfermagem 21(Spec):[09 telas] jan.-fev.
2013 www.eerp.usp.br-rlae Artigo Original Validação clínica do diagnóstico de enfermagem “risco de aspiração” em pacientes com acidente cerebrovascular1 Tahissa Frota Cavalcante2 Thelma Leite de Araújo3 Rafaella Pessoa Moreira4 Nirla Gomes Guedes5 Marcos Venicios de Oliveira Lopes3 Viviane Martins da Silva6 Objetivo: o estudo teve por objeto a validação clínica do diagnóstico de enfermagem “risco de aspiração” em pacientes com acidente cerebrovascular.
Método: estudo de coorte prospectivo, desenvolvido com 24 pacientes internados, para o tratamento do acidente cerebrovascular agudo. O instrumento utilizado para a coleta de dados continha os fatores de risco para a aspiração respiratória, validados por análise de conceito e por especialistas.
Resultados: os fatores de risco para aspiração respiratória mais presentes nos pacientes foram: disfagia (54,2%) e mobilidade corporal diminuída (41,7%).
A prevalência do diagnóstico de enfermagem “risco de aspiração” foi de 58,3% e a prevalência em 48 horas (tempo de acompanham...





Related documents