Coorte de idosos institucionalizados: fatores de risco para queda a partir do diagnóstico de enfermagem Report as inadecuate




Coorte de idosos institucionalizados: fatores de risco para queda a partir do diagnóstico de enfermagem - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Cristine Alves Costa de Jesus ;Revista Latino-Americana de Enfermagem 2015, 23 6

Author: Karine Marques Costa dos Reis

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=281442811019


Teaser



Revista Latino-Americana de Enfermagem E-ISSN: 1518-8345 rlae@eerp.usp.br Universidade de São Paulo Brasil Marques Costa dos Reis, Karine; Alves Costa de Jesus, Cristine Coorte de idosos institucionalizados: fatores de risco para queda a partir do diagnóstico de enfermagem Revista Latino-Americana de Enfermagem, vol.
23, núm.
6, noviembre-diciembre, 2015, pp.
1130-1138 Universidade de São Paulo Ribeirão Preto, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=281442811019 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto 1130 Artigo Original Rev.
Latino-Am.
Enfermagem nov.-dez.
2015;23(5):1130-8 DOI: 10.1590-0104-1169.0285.2658 www.eerp.usp.br-rlae Coorte de idosos institucionalizados: fatores de risco para queda a partir do diagnóstico de enfermagem1 Karine Marques Costa dos Reis2 Cristine Alves Costa de Jesus3 Objetivo: conhecer a incidência de quedas em idosos residentes de instituições de longa permanência do Distrito Federal, identificar os aspectos que envolvem as quedas, quanto aos fatores de risco, a partir da aplicação de escalas e da Taxonomia II da NANDA-I e definir o nível de acurácia com sua sensibilidade e especificidade para aplicação na prática clínica do enfermeiro. Método: trata-se de uma coorte com avaliação de 271 idosos.
Cognição, funcionalidade, mobilidade e outros fatores intrínsecos foram avaliados.
Após seis meses, identificaram-se os idosos que apresentaram queda, realizando então análise de significância para definir os fatores de risco.
Resultados: os resultados mostraram incidência de 41%, nos quais, dos 271 idosos avaliados, houve 69 idosos com 111 episódios de quedas no período de acompanhamento. Os fatores de risco foram a presença do acidente vascula...





Related documents