Os fundos setoriais e a redefiniçao do modelo de promoção de ciência, tecnologia e inovação no brasil: uma análise à luz do ct-agro Report as inadecuate




Os fundos setoriais e a redefiniçao do modelo de promoção de ciência, tecnologia e inovação no brasil: uma análise à luz do ct-agro - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Luiz Guilherme de Oliveira ; Samara Haddad Simões Machado ; Luciano Cunha de Sousa ;Revista de AdministraçãoRAUSP 2015, 50 3

Author: Vanessa Cabral Gomes

Source: http://www.redalyc.org/


Teaser



Revista de Administração - RAUSP ISSN: 0080-2107 rausp@edu.usp.br Universidade de São Paulo Brasil Cabral Gomes, Vanessa; de Oliveira, Luiz Guilherme; Simões Machado, Samara Haddad; Cunha de Sousa, Luciano Os fundos setoriais e a redefiniçao do modelo de promoção de ciência, tecnologia e inovação no Brasil: uma análise à luz do CT-Agro Revista de Administração - RAUSP, vol.
50, núm.
3, julio-septiembre, 2015, pp.
353-368 Universidade de São Paulo São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=223442170007 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto ISSN 0080-2107 Os fundos setoriais e a redefiniçao do modelo de promoção de ciência, tecnologia e inovação no Brasil: uma análise à luz do CT-Agro Vanessa Cabral Gomes Universidade de Brasília – Brasília-DF, Brasil Luiz Guilherme de Oliveira Universidade de Brasília – Brasília-DF, Brasil Samara Haddad Simões Machado Universidade de Brasília – Brasília-DF, Brasil RESUMO Luciano Cunha de Sousa Universidade de Brasília – Brasília-DF, Brasil O objetivo neste trabalho é analisar se os Fundos Setoriais redefiniram o modelo de promoção de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I), mudando de ofertista-linear para o modelo sistêmico, como previsto em sua concepção.
Para a consolidação desse modelo, o setor produtivo precisa estar inserido no processo inovativo.
Dessa forma, apoiou-se na análise da presença ou não da empresa em dois objetos dos Fundos Sociais.
Os resultados apontam que nem as agências de fomento, nem os projetos aprovados têm buscado estimular a cooperação universidade-empresa.
Assim, o que se verifica é que não houve uma redefinição para o modelo sistêmico de inovação, e sim qu...





Related documents