Narrativas da consciencia: a representação da subjetividade nas linguagens literária e teatral e sua transposição para o cinema Report as inadecuate




Narrativas da consciencia: a representação da subjetividade nas linguagens literária e teatral e sua transposição para o cinema - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Revista FAMECOS: mídia, cultura e tecnologia 2005, 26

Author: Carlos Gerbase

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=495550182011


Teaser



Revista FAMECOS: mídia, cultura e tecnologia ISSN: 1415-0549 revistadafamecos@pucrs.br Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Brasil Gerbase, Carlos Narrativas da consciencia: a representação da subjetividade nas linguagens literária e teatral e sua transposição para o cinema Revista FAMECOS: mídia, cultura e tecnologia, núm.
26, abril, 2005, pp.
92-101 Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Porto Alegre, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=495550182011 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto ESPAÇO E SUBJETIVIDADE Narrativas da consciência: a representação da subjetividade nas linguagens literária e teatral e sua transposição para o cinema RESUMO O presente artigo tem como ponto de partida o ensaio “La conciencia y la novela”, do David Lodge, que aborda as relações entre literatura e representação da subjetividade humana.
Uma de suas afirmações contudo, choca-se com avaliações vindas da dramaturgia, especialmente por “Mestres do teatro”, de John Gassner, e “Hamlet – poema ilimitado”, de Harold Bloom.
A partir deste choque de opiniões, procuramos refletir sobre como o cinema trabalha a representação da consciência.
Para tanto, elegemos algumas versões de “Hamlet” como nosso objeto de estudo. ABSTRACT This text reflects upon the representation of conscience by the cinema, studyng yhe story of “Hamlet” according to several different authors.
The point of departure is David Lodge’s essay The conscienses and the novel. PALAVRAS-CHAVE (KEY WORDS) - Subjetividade (Subjectivity) - Literatura (Literature) - Cinema (Cinema) Carlos Gerbase PUCRS 92 ESTE TEXTO TEM um ponto de partida bem determinado: o ensaio La concie...





Related documents