Aspectos epistemológicos do cuidado e conforto como objetos de conhecimento em enfermagem Report as inadecuate




Aspectos epistemológicos do cuidado e conforto como objetos de conhecimento em enfermagem - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Vilma de Carvalho ; Nébia Maria Almeida de Figueiredo ;Cogitare Enfermagem 2009, 14 4

Author: Carlos Roberto Lyra da Silva

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=483648977025


Teaser



Cogitare Enfermagem ISSN: 1414-8536 cogitare@ufpr.br Universidade Federal do Paraná Brasil Lyra da Silva, Carlos Roberto; de Carvalho, Vilma; Almeida de Figueiredo, Nébia Maria ASPECTOS EPISTEMOLÓGICOS DO CUIDADO E CONFORTO COMO OBJETOS DE CONHECIMENTO EM ENFERMAGEM Cogitare Enfermagem, vol.
14, núm.
4, octubre-diciembre, 2009, pp.
769-772 Universidade Federal do Paraná Curitiba - Paraná, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=483648977025 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto 769 ASPECTOS EPISTEMOLÓGICOS DO CUIDADO E CONFORTO COMO OBJETOS DE CONHECIMENTO EM ENFERMAGEM Carlos Roberto Lyra da Silva1,Vilma de Carvalho2, Nébia Maria Almeida de Figueiredo3 RESUMO: Reflexão acerca dos aspectos epistemológicos do cuidado e do conforto como objetos de conhecimento em Enfermagem.
Emerge a partir da experiência em disciplina do Curso de Doutorado, assim como na condição de professor em treinamento em Programa de Doutorado da EEAN-UFRJ.
Ressalta-se a importância da coerência no pensamento epistemológico, quando o que está em jogo são o cuidado de enfermagem e o conforto.
Esses objetos emergem em meio à exigência da racionalidade do mundo moderno, colocando-os no espaço de exterioridade do pensamento e do conhecimento científico.
Destaca-se a necessidade de que o saber ultrapasse o campo do conhecimento científico, inserindo-se na ordem da racionalidade.
Inserindo-se também nos imaginários coletivos, das regras de pensamento lógico, das formações discursivas, capazes de vincular valores e o saber com o pensamento e a razão na formação de enfermeiros que cuidam e-ou que investigam.
Isso é uma exigência e uma necessidade vital para a profissão. PALAVRAS-CHAVE: Enfermagem; Ep...





Related documents