O cuidado de enfermagem a vítimas de violência doméstica Report as inadecuate




O cuidado de enfermagem a vítimas de violência doméstica - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Maria Ribeiro Lacerda ; Liliana Maria Labronici ; Mariluci Alves Maftum ; Maria Lúcia Raimondo ;Cogitare Enfermagem 2009, 14 4

Author: Maria Isabel Raimondo Ferraz

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=483648977022


Teaser



Cogitare Enfermagem ISSN: 1414-8536 cogitare@ufpr.br Universidade Federal do Paraná Brasil Raimondo Ferraz, Maria Isabel; Ribeiro Lacerda, Maria; Labronici, Liliana Maria; Alves Maftum, Mariluci; Raimondo, Maria Lúcia O CUIDADO DE ENFERMAGEM A VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA Cogitare Enfermagem, vol.
14, núm.
4, octubre-diciembre, 2009, pp.
755-759 Universidade Federal do Paraná Curitiba - Paraná, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=483648977022 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto 755 O CUIDADO DE ENFERMAGEM A VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA Maria Isabel Raimondo Ferraz1, Maria Ribeiro Lacerda2, Liliana Maria Labronici3, Mariluci Alves Maftum4, Maria Lúcia Raimondo5 RESUMO: A violência é um fenômeno que atinge todas as classes sociais no mundo e acomete crianças, adolescentes, adultos e idosos.
Este artigo tem como objetivo realizar reflexões a respeito da atuação do enfermeiro no cuidado prestado às mulheres vítimas de violência com vistas à estabelecer uma relação de cuidado.
Praticada contra a mulher, a violência é caracterizada como doméstica e intrafamiliar e definida como violência de gênero devido às relações de submissão da mulher na sociedade.
Cuidar destas vítimas é um desafio para os profissionais de saúde que em sua maioria podem possuir dúvidas, uma vez que não existe um modelo estruturado de como fazê-lo.
Entretanto, existem algumas recomendações que acabam por representar linhas gerais para a atuação desses profissionais.
O cuidado deve ser planejado para promover segurança, acolhimento, respeito e satisfação das necessidades individuais e, isto, será possível se for estabelecida uma relação de cuidado entre profissional e clie...





Related documents