Itinerância e práticas sociais: cidades da mineração em mato grosso Report as inadecuate




Itinerância e práticas sociais: cidades da mineração em mato grosso - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Espaço Plural 2007, VIII 17

Author: Gilson Backes

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=445944359016


Teaser



Espaço Plural ISSN: 1518-4196 espacoplural@yahoo.com.br Universidade Estadual do Oeste do Paraná Brasil Backes, Gilson Itinerância e Práticas Sociais: cidades da mineração em Mato Grosso Espaço Plural, vol.
VIII, núm.
17, julio-diciembre, 2007, pp.
115-118 Universidade Estadual do Oeste do Paraná Marechal Cândido Rondon, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=445944359016 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Resenhas Itinerância e Práticas Sociais: cidades da mineração em Mato Grosso Gilson Backes1 GUIMARÃES NETO, Regina Beatriz.
Cidades da Mineração: memória e práticas culturais: Mato Grosso na primeira metade do século XX.
Cuiabá, MT: Carlini & Caniato; EdUFMT, 2006. A obra da historiadora Regina Beatriz Guimarães Neto propõem um estudo das cidades da mineração percebendo as práticas culturais ocorridas a partir do processo de organização e constituição de núcleos urbanos no estado de Mato Grosso na primeira metade do Século XX.
A publicação é fruto de tese de doutorado defendida pela autora na Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP.
Publicou ainda, além de artigos e ensaios, A lenda do ouro verde.
Política de colonização no Brasil contemporâneo.
Cuiabá: UNICEN-Apoio UNESCO, 2002.
Regina Beatriz vem se dedicando a pensar nos grupos de migrantes que se deslocam em busca de trabalho principalmente nas frentes de ocupação recente da Amazônia. Em Cidades da Mineração, Regina Beatriz, acompanha por intermédio dos “relatos de memórias”, o estabelecimento das fazendas e, o aparecimento dos povoados, os quais vão avançando sobre os territórios indígenas.
Nesse movimento a autora problematiza, grosso modo, a trajetória de homens e mulhe...





Related documents