As fotografias na mídia, a quem servem? Report as inadecuate




As fotografias na mídia, a quem servem? - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Espaço Plural 2007, VIII 17

Author: Alexandre Sebastião Ferrari Soares

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=445944359011


Teaser



Espaço Plural ISSN: 1518-4196 espacoplural@yahoo.com.br Universidade Estadual do Oeste do Paraná Brasil Ferrari Soares, Alexandre Sebastião As fotografias na mídia, a que(m) servem? Espaço Plural, vol.
VIII, núm.
17, julio-diciembre, 2007, pp.
83-90 Universidade Estadual do Oeste do Paraná Marechal Cândido Rondon, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=445944359011 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto II Ciclo Conferência As fotografias na mídia, a que(m) servem? Alexandre Sebastião Ferrari Soares1 A fotografia é uma metáfora produtiva para começar a discutir os modos de ler o mundo através do texto jornalístico2.
Em virtude de, a fotografia, ser um certificado de presença daquilo que foi (é), não há como negar que ela revela um momento da realidade: É uma ilusão supor um real primeiro, dotado de um sentido próprio e imanente que a fotografia poderia retratar fielmente te.
O que se vê numa foto são realidades organizadas por um discurso com uma ordem própria própria.
Longe de ser objetiva, portanto, uma fotografia representa um ponto de vista, i.e., quem fotografa constrói o instantâneo de uma cena (produzida ou espontânea) de acordo com seu ângulo de visão e, também, de acordo com as possibilidades técnicas que a própria máquina fotográfica oferece.
3 De acordo com a autora, no entanto, não há um olhar que seja neutro.
A fotografia é uma reconfiguração do que foi visto.
E os limites de tal reconfiguração são dados pela história4. Ainda que, como Clémentis5, seja recalcado ou apagado da memória histórica por forças do momento político, o seu chapéu na cabeça do dirigente comunista Gottwald marca a sua presença na ausência através do jogo ...





Related documents