Dois adendos a -o estado que temos e os rumos que queremos-, de nelson rodrigues dos santos Report as inadecuate




Dois adendos a -o estado que temos e os rumos que queremos-, de nelson rodrigues dos santos - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Saúde em Debate 2010, 34 87

Author: Luis Eugénio Portela Fernandes de Souza

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=406341768004


Teaser



Saúde em Debate ISSN: 0103-1104 revista@saudeemdebate.org.br Centro Brasileiro de Estudos de Saúde Brasil Portela Fernandes de Souza, Luis Eugénio Dois adendos a -O Estado que temos e os rumos que queremos-, de Nelson Rodrigues dos Santos Saúde em Debate, vol.
34, núm.
87, octubre-diciembre, 2010, pp.
631-636 Centro Brasileiro de Estudos de Saúde Rio de Janeiro, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=406341768004 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto DEBATEOORES I DISCUSSAN1S 631 Dois adendos a -O Estado que temos e os turnos que quetemos-, de Nelson Rodrigues dos Santos Two additions to lhe State we have and the courses we WflfU; by Nelson Rodrigues dos Santos Luis Eugénio Portela Fernandes de SoUZ.1 , Prof--,or do imlifUlo de s.úde COI-,i·2 (UFBA); Vicc_p.
:: idclU- d2 Abnsco. lui-, U!;-ni o@lufh2.br 1 N elson Rodrigues dos Santos nos brinda com um excelente texro que apresenta, na sua primeira pane, de forma claf:l e direra, os determi~ nantes econômioos e políücos que fazem com que o SUS que temos esteja longe daquele com que sonhamos em 1988.
A descriç:io que faz da base in~ fraesrrutural do Clpit3lismo conrempocineo nos leva até a inrerrog:lf como foi possível aprovar.
no Congresso Constituinte, o conceito da saúde como um direito e a proposta de um sistema de saúde baseado na universalidade. na integralidade e na igualdade! A impressão é que o Movimento da Reforma Sanitária Brasileira (RSB) soube aproveitar uma rara janela de oportUnidade históriCl, que se abriu e se fechou muito rapidamente: nem antes, nem depois, os sanirarisms conseguiram tão alto grau de sintonia com a vontade e a mobilização dos setores populares da sociedade brasileira.
Com efei...





Related documents