O processo de envelhecimento e a saúde: o que pensam as pessoas de meia-idade sobre o tema Report as inadecuate




O processo de envelhecimento e a saúde: o que pensam as pessoas de meia-idade sobre o tema - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Gehysa Guimarães Alves ; Denise Rangel Ganso de Castro Aerts ; Sheila Camara ;Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia 2016, 19 1

Author: Fernanda Rigoto Mari

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=403844773004


Teaser



Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia ISSN: 1809-9823 revistabgg@gmail.com Universidade do Estado do Rio de Janeiro Brasil Rigoto Mari, Fernanda; Guimarães Alves, Gehysa; Rangel Ganso de Castro Aerts, Denise; Camara, Sheila O processo de envelhecimento e a saúde: o que pensam as pessoas de meia-idade sobre o tema Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, vol.
19, núm.
1, enero-marzo, 2016, pp.
3544 Universidade do Estado do Rio de Janeiro Rio de Janeiro, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=403844773004 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto O processo de envelhecimento e a saúde: o que pensam as pessoas de meia-idade sobre o tema The aging process and health: what middle-aged people think of the issue Fernanda Rigoto Mari1 Gehysa Guimarães Alves1 Denise Rangel Ganso de Castro Aerts1 Sheila Camara1 Resumo Objetivo: Conhecer a percepção dos adultos de meia-idade sobre o processo de envelhecimento e a saúde.
Método: Estudo qualitativo, realizado com 30 adultos com idades entre 45 e 59 anos, sendo 15 do sexo feminino e 15 do masculino, que responderam a questões abertas sobre percepção de saúde e de envelhecimento.
Os dados foram analisados a partir da técnica de análise de conteúdo temática.
Resultados: Doze entrevistados tinham ensino fundamental incompleto e três, superior completo; 27 eram casados; cinco, aposentados e 25 exerciam atividades relacionadas à prestação de serviços; 26 eram brancos e 27 pertenciam à classe B.
Em relação à percepção de saúde, referiram estar relacionada aos cuidados consigo próprio (bem-estar físico, mental e espiritual), a se manter ativo e ter disposição para viver.
Sobre o processo de envelhecimento, já percebiam ...





Related documents