Escala baptista de depressão versão adulto – ebadep-a: evidências de validade de construto e de critério Report as inadecuate




Escala baptista de depressão versão adulto – ebadep-a: evidências de validade de construto e de critério - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Juliana Oliveira Gomes ;Psico-USF 2011, 16 2

Author: Makilim Nunes Baptista

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=401041440004


Teaser



Psico-USF ISSN: 1413-8271 revistapsico@usf.edu.br Universidade São Francisco Brasil Nunes Baptista, Makilim; Oliveira Gomes, Juliana Escala Baptista de Depressão (Versão Adulto) – EBADEP-A: evidências de validade de construto e de critério Psico-USF, vol.
16, núm.
2, mayo-agosto, 2011, pp.
151-161 Universidade São Francisco São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=401041440004 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Psico-USF, v.
16, n.
2, p.
151-161, mai.-ago.
2011 151 Escala Baptista de Depressão (Versão Adulto) – EBADEP-A: evidências de validade de construto e de critério1 Makilim Nunes Baptista2 – Universidade São Francisco, Itatiba, Brasil Juliana Oliveira Gomes – Universidade São Francisco, Itatiba, Brasil Resumo O presente estudo teve como objetivo analisar as qualidades psicométricas da Escala Baptista de Depressão (Versão Adulto) – EBADEP-A, com base na Teoria da Resposta ao Item – TRI e na Teoria Clássica dos Testes – TCT. Inicialmente, sobre os parâmetros de ajuste ao modelo, tanto no que concerne aos itens quanto às pessoas, os valores foram considerados de boa adequação, com percentual de desajuste considerado baixo.
Em relação à precisão, tanto o alfa de Cronbach quanto o índice gerado pelo modelo de Rasch foram considerados excelentes.
O estudo do funcionamento diferencial apresentou 17 itens com viés de resposta, sendo 11 favorecendo o grupo feminino e 6 o masculino.
Quanto às análises com base na TCT, foi realizada ANOVA para análise dos grupos critério, sendo que a EBADEP-A foi capaz de discriminar os grupos de não-depressivos, universitários, psiquiátricos e depressivos.
Estes resultados foram considerados como evidênci...





Related documents