Avaliação da motivação intrínseca na aprendizagem: validação de duas escalas para crianças e adolescentes Report as inadecuate




Avaliação da motivação intrínseca na aprendizagem: validação de duas escalas para crianças e adolescentes - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Madalena Alarcão ;Psico-USF 2011, 16 3

Author: Francisco Simões

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=401036087003


Teaser



Psico-USF ISSN: 1413-8271 revistapsico@usf.edu.br Universidade São Francisco Brasil Simões, Francisco; Alarcão, Madalena Avaliação da motivação intrínseca na aprendizagem: validação de duas escalas para crianças e adolescentes Psico-USF, vol.
16, núm.
3, diciembre, 2011, pp.
265-273 Universidade São Francisco São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=401036087003 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Psico-USF, v.
16, n.
3, p.
265-273, set.-dez.
2011 265 Avaliação da motivação intrínseca na aprendizagem: validação de duas escalas para crianças e adolescentes Francisco Simões1 – Universidade de Coimbra, Coimbra, Portugal Madalena Alarcão – Universidade de Coimbra, Coimbra, Portugal Resumo O objetivo do presente trabalho é proceder à adaptação e validação de duas escalas breves de avaliação da motivação na aprendizagem: a Escala de Escolha Percebida na Aprendizagem e a Escala de Competência Percebida na Aprendizagem. O estudo abrangeu 510 participantes, com idades compreendidas entre os 9 e os 16 anos.
Após a análise exploratória de dados, o trabalho envolveu a avaliação da consistência interna, sucedida de uma análise fatorial exploratória de ambas as escalas.
Foram estudadas, também, a sua validade convergente, bem como a sua estabilidade temporal.
Foi ainda realizada uma análise diferencial dos resultados quanto às variáveis gênero e ano de escolaridade.
Os instrumentos revelam valores moderados a elevados no nível da consistência interna e estruturas unidimensionais à semelhança das versões originais em língua inglesa.
Confirmam-se, também, várias das hipóteses colocadas quanto à sua validade convergente.
Estudos adicionais...





Related documents