Teste de habilidades sociais para crianças: evidências psicométricas de uma versão inicial Report as inadecuate




Teste de habilidades sociais para crianças: evidências psicométricas de uma versão inicial - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Marjorie Cristina Rocha da Silva ; José Maria Montiel ;Psico-USF 2011, 16 1

Author: Daniel Bartholomeu

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=401036084005


Teaser



Psico-USF ISSN: 1413-8271 revistapsico@usf.edu.br Universidade São Francisco Brasil Bartholomeu, Daniel; Rocha da Silva, Marjorie Cristina; Montiel, José Maria Teste de Habilidades Sociais para crianças: evidências psicométricas de uma versão inicial Psico-USF, vol.
16, núm.
1, enero-abril, 2011, pp.
33-43 Universidade São Francisco São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=401036084005 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Psico-USF, v.
16, n.
1, p.
33-43, jan.-abril 2011 33 Teste de Habilidades Sociais para crianças: evidências psicométricas de uma versão inicial Daniel Bartholomeu1 – Centro Universitário Salesiano, Americana, Brasil Marjorie Cristina Rocha da Silva – Faculdade Albert Einstein, Limeira, Brasil José Maria Montiel – Faculdade Anhanguera de Jundiaí, Jundiaí, Brasil Resumo Este artigo descreve o desenvolvimento de uma medida de avaliação das habilidades sociais em crianças do ensino fundamental.
Foram investigadas 257 crianças que cursavam de segundo ao quarto ano, de escolas públicas de cidades do interior do estado de São Paulo, com idades entre 8 e 11 anos e média de 9 anos.
A escala foi composta de 99 itens descritores de situações de relacionamento interpessoal em situações escolares.
A análise de componentes principais com rotação varimax sugeriu uma estrutura de três fatores que explicaram 38,42% de variância.
Os fatores foram civilidade e altruísmo (Alfa = 0,85), desenvoltura e auto-controle na situação de interação (Alfa=0,60) e assertividade de enfrentamento (Alfa=0,47).
A aplicação do instrumento ocorreu de forma coletiva, realizada nas salas de aulas dos alunos e somente a aqueles cujos pais haviam autorizado prév...





Related documents