Curvas de referência de pontos brutos no stanford-binet intelligence scale de crianças e adolescentes Report as inadecuate




Curvas de referência de pontos brutos no stanford-binet intelligence scale de crianças e adolescentes - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Teresa Helena Schoen-Ferreira ; Brasilia Maria Chiari ; Jacy Perissinoto ;Psico-USF 2012, 17 3

Author: Márcia Regina Fumagalli Marteleto

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=401036091003


Teaser



Psico-USF ISSN: 1413-8271 revistapsico@usf.edu.br Universidade São Francisco Brasil Fumagalli Marteleto, Márcia Regina; Schoen-Ferreira, Teresa Helena; Chiari, Brasilia Maria; Perissinoto, Jacy Curvas de referência de pontos brutos no Stanford-Binet Intelligence Scale de crianças e adolescentes Psico-USF, vol.
17, núm.
3, diciembre, 2012, pp.
369-377 Universidade São Francisco São Paulo, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=401036091003 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Psico-USF, Bragança Paulista, v.
17, n.
3, p.
369-377, set.-dez.
2012 369 Curvas de referência de pontos brutos no Stanford-Binet Intelligence Scale de crianças e adolescentes Márcia Regina Fumagalli Marteleto – Universidade Nove de Julho, São Paulo, São Paulo, Brasil Teresa Helena Schoen-Ferreira – Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, São Paulo, Brasil Brasilia Maria Chiari – Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, São Paulo, Brasil Jacy Perissinoto – Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, São Paulo, Brasil Resumo O trabalho teve como objetivo construir curvas de referência de pontos brutos das Áreas e do Total do Stanford-Binet em crianças e adolescentes paulistanos.
Foram avaliadas individualmente 257 crianças e adolescentes, com idade média de 5 anos e 10 meses, sendo 130 (50,58%) do sexo feminino e 127 (49,42%) do sexo masculino, todas frequentadoras de Escolas Públicas de Educação Infantil e Fundamental, de diferentes regiões da cidade de São Paulo.
O teste foi aplicado individualmente na própria escola das crianças, sempre a partir do primeiro item, independentemente da idade da criança. Os participantes foram agrupados por idade; calcularam-se medidas...





Related documents