Forma da dor e dor da forma: significado e função da dor física entre praticantes de bodybuilding em academias de musculação do rio de janeiro Report as inadecuate




Forma da dor e dor da forma: significado e função da dor física entre praticantes de bodybuilding em academias de musculação do rio de janeiro - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Madel T. Luz ;PhysisRevista de Saúde Coletiva 2014, 24 2

Author: Cesar Sabino

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=400834034008


Teaser



Red de Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal Sistema de Información Científica Sabino, Cesar; Luz, Madel T. Forma da dor e dor da forma: significado e função da dor física entre praticantes de bodybuilding em academias de musculação do Rio de Janeiro Physis - Revista de Saúde Coletiva, vol.
24, núm.
2, abril-junio, 2014, pp.
467-490 Universidade do Estado do Rio de Janeiro Rio de Janeiro, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=400834034008 Physis - Revista de Saúde Coletiva, ISSN (Versão impressa): 0103-7331 publicacoes@ims.uerj.br Universidade do Estado do Rio de Janeiro Brasil Como citar este artigo Número completo Mais informações do artigo Site da revista www.redalyc.org Projeto acadêmico não lucrativo, desenvolvido pela iniciativa Acesso Aberto Forma da dor e dor da forma: significado e função da dor física entre praticantes de bodybuilding em academias de musculação do Rio de Janeiro | 1 Cesar Sabino, 2 Madel T.
Luz | Resumo: Buscamos destacar os sentidos e significados que a dor representa para os praticantes de fisiculturismo nas academias da cidade do Rio de Janeiro.
Foram investigadas oito academias entre as zonas norte e sul da cidade no período de 12 meses (2008-2009), utilizando observações participantes, etnográficas e entrevistas abertas, além dos dados coletados em pesquisa de período anterior.
A construção do corpo neste grupo está relacionada a organização e administração da intensidade e dos tipos de dor percebidos e interpretados pelos atletas ou praticantes assíduos, fato associado aos rituais de instituição que constroem a pessoa do bodybuilder. A dor corpórea é, portanto, não apenas parâmetro para a construção eficaz da forma, mas item fundamental para a demarcação hierárquica de papéis e de identidade daqueles que fazem parte da fração dominante no campo da musculação.
É também, para alguns indivíduos, uma estratégia para ...





Related documents