Estigma e discriminação: desafios da pesquisa e das políticas públicas na área da saúde Report as inadecuate




Estigma e discriminação: desafios da pesquisa e das políticas públicas na área da saúde - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

PhysisRevista de Saúde Coletiva 2014, 24 1

Author: Ivia Maksud

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=400834033017


Teaser



Red de Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal Sistema de Información Científica Maksud, Ivia Estigma e discriminação: desafios da pesquisa e das políticas públicas na área da saúde Physis - Revista de Saúde Coletiva, vol.
24, núm.
1, enero-marzo, 2014, pp.
311-321 Universidade do Estado do Rio de Janeiro Rio de Janeiro, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=400834033017 Physis - Revista de Saúde Coletiva, ISSN (Versão impressa): 0103-7331 publicacoes@ims.uerj.br Universidade do Estado do Rio de Janeiro Brasil Como citar este artigo Número completo Mais informações do artigo Site da revista www.redalyc.org Projeto acadêmico não lucrativo, desenvolvido pela iniciativa Acesso Aberto MONTEIRO, Simone; VILLELA, Wilza. Estigma e Saúde. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2013.
207 p. | 1 Ivia Maksud | Cientista Social pelo IFCS-UFRJ, doutora em Saúde Coletiva pelo IMS-UERJ e professora adjunta da Universidade Federal Fluminense. Niterói, Brasil.
Endereço eletrônico: iviamaksud@id.uff.br 1 Esta coletânea, lançada em 2013 pela Editora Fiocruz, apresenta textos resultantes do encontro “Estigma e Discriminação: desafios da pesquisa e das políticas públicas”, realizado em 2 de junho de 2011 no Rio de Janeiro e organizado pelas pesquisadoras Simone Monteiro (Fiocruz) e Wilza Villela (UNIFESP e UNIFRAN), profissionais de longa e reconhecida trajetória nos estudos brasileiros sobre HIV-Aids. A publicação visa, nas palavras das organizadoras, “apresentar alguns dos desafios teóricos, epistemológicos e políticos presentes na produção do conhecimento sobre estigma e discriminação no campo da saúde” e “fornecer aportes conceituais e metodológicos capazes de orientar pesquisas e políticas na área voltadas para o enfrentamento dos processos de estigmatização entre diferentes grupos e contextos sociais e suas repercussões sobre a saúde” (p.
13). O tema “estigma, discrimi...





Related documents